Fechar
Treta antiga

‘Foi covarde comigo’, diz Antonia Fontenelle sobre Batoré

Apresentadora fez duras críticas ao humorista, que morreu de câncer em São Paulo

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Enquanto muitos famosos lamentaram a morte do humorista Batoré, nesta segunda-feira (10), Antonia Fontenelle detonou Ivanildo Gomes Nogueira, vítima de câncer.

“Hoje morreu um cearense, que todos chamam de humorista, e que pra mim ele não passava de um cara covarde, machista e que me apontou, me julgou, foi cruel, foi covarde comigo, sem nunca ter me visto na vida, sem nunca eu ter feito nada com ele, o tal do Batoré. Agora um monte de gente: coitadinho, Batoré morreu! Coitadinho o c*, não é porque ele morreu, que ele passou a ser santo e vai morar com Deus”, disse Antonia.

Em 2019, a apresentadora processou Batoré por danos morais, após ele chamá-la de ‘rapariga’. O ator havia ficado ofendido quando Antonia criticou o estado do Alagoas depois de uma agressão sofrida pelo ator Henri Castelli na saída de um bar.

Batoré era pernambucano de Serra Talhada, tinha 61 anos, e estava internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pirituba, Zona Norte da capital de São Paulo. Ele participou durante anos da atração humorística ‘A Praça É Nossa’ (SBT) e chegou a trabalhar em novelas como ‘Velho Chico’, na Globo, em 2016. Batoré interpretou o delegado Queiroz.

Continua após a publicidade