Fechar
saradão

Franklin David revela segredo do corpo sarado e como concilia treinos com viagens

O apresentador revela que não se priva de comer besteiras

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

De passagem por São Paulo, Franklin David curtiu um SPA na cidade. Ele aproveitou a estadia no local para fazer uma sessão de fotos. No ensaio, o ex-apresentador da RedeTV! ostentou o corpo saradíssimo e um abdômen trincado, e revelou o que faz para manter o shape. Ele possui um estilo de vida saudável e começou a praticar esportes há 15 anos.  

“Comecei a treinar aos 19 anos porque eu era magro e barrigudo. Então, tinha como meta perder a barriga e cultivar o abdômen. Eu, desde pequeno, já me interessava por esportes e atividades físicas, tanto que fiz parte da equipe de futsal e vôlei da minha cidade. Mas, treinar musculação mesmo foi só em São Paulo, porque de tão pequena que é a minha cidade, nem tinha academia, na época”, disse em tom bem-humorado.  

Além de treinar há muitos anos, o apresentador começou a valorizar a boa alimentação bem cedo, mas ele revela que não se priva de comer besteiras. “Essa noção de boa alimentação só veio mesmo quando comecei a treinar, aos 19 anos. Como eu queria perder barriga, tive que mudar meus hábitos alimentares. Mas ainda assim, não fiquei me privando de muita coisa”, conta ele, que ainda cita uma de suas guloseimas favoritas.

“Como, por exemplo, pão de queijo. Fazia dieta, mas tinha que ter o meu pão de queijo de cada dia, nem que eu tivesse que treinar a mais pra isso. Eu sou privilegiado com a minha genética, porque quem olha acha que vivo uma vida de privações, sem comer isso ou aquilo, mas eu não passo vontade. Eu como e depois eu compenso”, revela o apresentador, que muitas vezes se alimenta mal em suas viagens. 

Continua após a publicidade

“Eu sempre priorizo a boa alimentação. Se tiver uma tranqueira e comida saudável, opto pela saudável. Agora, se o destino em que eu estiver viajando só tiver tranqueira, não vou surtar. Vou comer a tranqueira e depois eu corro atrás do prejuízo. E como eu disse, se eu quero comer algo, eu vou comer. Não passo vontade em nada na minha vida, nem na comida”.  

Mas nem sempre é fácil manter esta rotina de treinos, já que Franklin vive viajando. Ele é sócio de uma agência de viagens e está gravando conteúdos para o programa ‘Aventureiros’, que estreará em breve.   

“Dependendo da viagem, você fica o dia inteiro em passeios, acorda muito cedo e chega muito tarde. Estive agora nos EUA visitando os parques da Disney e da Universal e não treinei nenhum dia, porque não tinha tempo e nem condições físicas (risos). Chegava muito cansado”, assume.

“O que eu faço para amenizar é levar uma corda na mala pra pular, o que ajuda muito a perder calorias. Claro que tem destinos que são mais tranquilos e consigo treinar numa boa, vou em academia e crossfit locais. Às vezes, a viagem tem entre as atividades as trilhas, então acabo me exercitando. Eu brinco que vivo buscando o equilíbrio de uma viagem pra outra. Não posso esquecer o grande agravante nessa história toda, a culinária. Tem lugares que a culinária é maravilhosa e, como eu disse, não passo vontade”, relata.  

Além de malhar, Franklin é adepto do crossfit. Ele conta que a modalidade esportiva entrou em sua vida quando já estava cansado de fazer musculação.  “O Crossfit entrou na minha vida numa época em que eu estava saturado da musculação. Os mesmos exercícios repetitivos de cada dia me deixavam entediado. E um amigo falou sobre e fui ver qual era. Resultado? Saí de lá apaixonado. O Crossfit é mais do que só um treino, ele te desafia, te tira de sua zona de conforto, faz com que você queira se superar todos os dias. Eu acabo levando tudo isso para aplicar também na minha vida”, comenta David, que tenta treinar todos os dias. 

“O treino me traz bem-estar. Opto em treinar sempre pela manhã, porque fico disposto. Sou uma pessoa com e outra sem exercícios (risos). O meu humor muda. Então, mesmo com as viagens, sempre que posso, priorizo o treino. Atualmente faço mais o crossfit do que a musculação, porque gosto mais. A musculação, acabo fazendo nos hotéis pelo mundo, porque é o mais fácil. Mas como o crossfit cresceu muito, já consigo encontrar boxes em todo lugar”, disse. 

Franklin gosta tanto de praticar esportes que se pudesse faria outras modalidades.  “Gostaria de fazer natação e bike, mas com as viagens eu faço só o crossfit e a musculação mesmo, que é o que dá”, conclui. 

Tags Relacionadas: