Fechar
fase difícil

Gabriel Medina deixa de competir mundial de surf para cuidar da saúde mental

Surfista está focado em cuidar da saúde mental

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Gabriel Medina jogou um balde de água fria em quem tinha expectativas da participação dele no circuito mundial de surfe desta temporada. O surfista brasileiro usou as redes sociais para contar que decidiu não viajar para o Havaí, pois não irá competir no evento de Pipeline da World Surf League (WSL) a partir do dia 29. O marido de Yasmin Brunet também deve ficar de fora do Sunset, competição que vem na sequência, de 11 a 23 de fevereiro. 

“2021 foi um ano incrível pra mim, conquistei meu maior sonho como surfista que era me tornar tricampeão mundial. Era uma parada intocável pra mim. No ano passado, vivi uma montanha russa de emoções dentro e fora da água, o que afetou muito minha saúde mental e física”, começou o atleta.

Medina citou o desgaste físico e emocional. “Ao final da temporada, eu estava completamente esgotado. Cheguei no meu limite. Tomei minha vacina durante as férias e achei que ia conseguir me preparar a tempo para a primeira etapa da nova temporada, que começa em um dos meus picos favoritos no mundo, Pipe. Não foi o caso. Decidi que não viajarei para o Hawaii e vou tirar um tempo para que eu possa me recuperar mental e fisicamente. Estou com uma leve lesão no quadril que venho tratando desde o final do ano passado”, revelou.

“Somado ao corpo, tenho questões emocionais que estou precisando lidar. Venho de meses muito desgastantes. Reconhecer e admitir para mim mesmo que não estou bem vem sendo um processo muito difícil, e optar por tirar um tempo para me cuidar foi, talvez, a decisão mais difícil que já tomei em toda a minha vida”, afirmou.

Continua após a publicidade

Por fim, Gabriel Medina disse que preferiu ser transparente com o público que o acompanha em relação aos problemas que vem enfrentando. “Me questionei muito nos últimos tempos se deveria tornar isso público ou manter de forma privada, mas é justo que todos vocês que sempre torceram por mim saibam do momento que estou enfrentando. A saúde mental é muito importante. Preciso estar 100% mentalmente para voltar a competir. Voltarei mais forte. Amo vocês e obrigado por tudo”, finalizou ele.