Fechar

EXCLUSIVO Guerra entre sócios da Kondzilla termina em ‘racha’ na gravadora de funk

O clima anda nada amistoso entre Konrad Dantas e Marcelo Portuga e sociedade será desfeita

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

O mercado do funk está prestes a sofrer uma tormenta com um ‘racha’ na maior gravadora do gênero no país. A Kondzilla Records, ao contrário do que muitos acham, não pertence apenas ao empresário Konrad Dantas. Em seu quadro de sócios, a empresa conta também com o empresário Marcelo Portuga, o homem que descobriu artistas, como Kevinho, Jottape, MC Kekel e Dani Russo. Nos bastidores da Kondzilla, já rola um o clima nada amistoso entre os sócios e a saída de Portuga da sociedade é dada como certa.

A torta de climão entre as partes é tão evidente que Portuga até deixou de seguir o Kond, como é conhecido, no Instagram. As más línguas no meio do funk dizem que Kond não é uma pessoa fácil de lidar por ter um gênio forte e esse seria apenas um dos motivos da confusão.

Antes de firmar sociedade com Konrad Dantas, o empresario Marcelo Portuga comandava a Portuga Records. E é com esse projeto que ele deve seguir depois de romper com o idealizador da série ‘Sintonia’, da Netflix. Resta saber como ficará a divisão dos artistas e, principalmente da administração da gravadora após o destrato.

Além da Kondzilla Records, Konrad Dantas também é proprietário da Kondzilla Filmes, que detém hoje o maior canal do YouTube Brasil, com mais de 65 milhões de inscritos.

Continua após a publicidade
Os sócios da Kondzilla Marcelo Portuga e Konrad Dantas/Reprodução