Fechar
eita!

Gusttavo Lima cobra cachê milionário e faz várias exigências por show em Minas

O contrato virou alvo de pedido de investigação no Ministério Público do estado

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

O cantor Gusttavo Lima foi contratado para um show na cidade de Conceição do Mato Dentro, no interior de Minas Gerais, por um cachê de R$ 1,2 milhão. Além disso, uma série de exigências está no contrato, que virou alvo de pedido de investigação no MPMG (Ministério Público de Minas Gerais).

Em nota, ao portal ‘Splash’, o MPMG informou que foi feita uma representação “questionando a regularidade da utilização de valores para pagamento de despesas durante a festividade Jubileu do Senhor do Bom Jesus do Matozinhos”. A nota também diz que foi aberta uma Notícia de Fato: “Trata-se de um procedimento para verificar se há elementos que justifiquem a abertura de uma investigação pelo MPMG (inquérito civil)”.

O show está previsto para dia 20 de junho e faz parte de um festividade tradicional da cidade, a 30ª Cavalgada do Jubileu do Senhor do Bom Jesus do Matozinhos. As duplas Bruno e Marrone e Israel e Rodolfo e outros sertanejos famosos também foram contratados para o evento.

Além do cachê milionário, algumas exigências feitas pela equipe do sertanejo também chamaram a atenção, como, hospedagem no melhor hotel da região para 40 pessoas e pagamento das diárias de alimentação da equipe técnica e banda, no valor de R$ 4.000,00. O contrato está disponível no site oficial da prefeitura da cidade.

Continua após a publicidade

Em resposta ao portal ‘Splash’, sobre os valores do show e pedido de investigação do MPMG, a prefeitura de Conceição do Mato Dentro esclareceu que está tudo dentro da legalidade.

“Os processos licitatórios para a contratação não apenas do Gusttavo Lima, mas de todos os artistas que se apresentarão na 30ª Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, foram realizados dentro da legalidade, conforme a Lei Federal 8666/93”, diz a nota.

Gusttavo Lima é detonado após cachê milionário com dinheiro público vir à tona

Os moradores da cidade de Magé, na Baixada Fluminense do Rio, e de outras cidades do estado do Rio de Janeiro ficaram indignados ao descobrir que a prefeitura da cidade vai desembolsar a bagatela de R$ 1 milhão para pagar o cachê do cantor Gusttavo Lima, que foi contratado para se apresentar no aniversário de 457 anos do município.

A prefeitura planeja gastar mais de 1,5 milhão só com apresentações musicais no próximo mês. O evento em comemoração ao aniversário da cidade será realizado num terreno no distrito de Piabetá, que fica próximo a um lixão.

O valor estratosférico do show do sertanejo é dez vezes mais que todo o investimento programado pela prefeitura para ser aplicado em atividades artísticas e culturais para ano de 2022. O cachê do artista gerou revolta nas redes sociais e muitos internautas logo apontaram contradição em Gusttavo Lima por apoiar o Governo Bolsonaro e sempre criticar a Lei Rouanet.

“Os artistas apoiadores de Bolsonaro que diziam ser absurdo a Lei Rouanet e que nunca usariam dinheiro público, sendo pagos com dinheiro público”, observou uma internauta.

E também teve quem lamentasse a inversão de valores: “Como moradora de Magé não acho nada justo, porque aqui está faltando bastante coisa. Nossa prioridade seria o hospital, os postos de saúde, mas fazer o que, né? Preferem dia, horas de show e depois sofremos com tanto descaso”, desabafou outra.

Também se apresentarão no evento os cantores Belo e Marcelo Falcão, ambos com cachê de R$ 180 mil, além da pastora Midian Lima, que receberá R$ 75 mil e da Comunidade Shalon, cujo cachê será R$ 70 mil.

Além dos gastos com as atrações musicais, a prefeitura também irá arcar com toda a estrutura necessária para a realização da festa, que inclui a locação de banheiros químicos, montagem de palco, som, luz e até fogos de artifício. Os dados apontam que a contratação descreve este serviço como “locação de estrutura metálica e equipamentos, com montagem, manutenção e desmontagem”. O valor total previsto para ser gasto é de R$ 9,3 milhões.

A prefeitura alega, no entanto, que o alto valor para a contratação desta empresa não é apenas para a estrutura da festa de aniversário da cidade. Os serviços poderão ser utilizados pela prefeitura durante 12 meses para outros eventos, a partir da assinatura do contrato. Disse ainda que este valor é apenas uma estimativa.

O valor do investimento nas apresentações da festa geram ainda mais indignação quando comparados com o orçamento da cidade para a alimentação escolar. O valor gasto o ano todo em alimentos para os alunos das escolas cidade é praticamente o mesmo que será embolsado por Gusttavo Lima por sua apresentação de apenas poucas horas.