Fechar
segue na presidência

Hugo Gross é reeleito presidente do Sindicato dos Artistas do Rio

As eleições foram realizadas nos dias 29, 30 e 31 de maio

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Hugo Gross foi reeleito à presidência do Sindicato dos Artistas do Rio, o SATED-RJ. Com 99% do eleitorado participante, a ‘Chapa 1’, de Gross, venceu as eleições realizadas nos dias 29, 30 e 31 de maio, e iniciará um novo mandato com recorde de participação dos associados.

Para o Sindicato, a participação massiva nas urnas é uma resposta ao empenho e a credibilidade do SATED-RJ em trabalhar sempre em prol do exercício da profissão dos artistas.


“A ‘Chapa 1 União e Determinação’ agradece a todos os artistas e técnicos eleitores que, mais uma vez, depositaram o voto de confiança em nosso trabalho de modernização sindical. O compromisso é com um sindicato sempre ativo e de braços abertos, para que possamos ter uma classe mais unida”, falou Hugo Gross.

A reeleição de Gross vem em um momento de polêmica em torno do sindicato. Isso porque, o presidente vem se posicionando contra a entrada da influenciadora Jade Picon na TV. A ex-BBB foi escalada para participar da próxima novela das 21h, ‘Travessia’.

Continua após a publicidade

Recentemente, o SATED-RJ chegou a entrar com uma denúncia no Ministério Público do Trabalho. O pedido tem como objetivo impedir todas as pessoas que não são atores e atrizes de protagonizarem novelas. De acordo com as informações obtidas por esta coluna, em breve, todas as emissoras vão ser notificadas da decisão.

O advogado do Sindicato dos Artistas do Rio (SATEDRJ), Rafael Peixoto, explicou que o pedido pretende fazer com que haja uma fiscalização no setor artístico. “Realizamos a denúncia frente ao Ministério Público do Trabalho pra fazer a fiscalização dessas pessoas que estão realizando trabalhando de forma irregular. E agora eu vou despachar, pra que o Ministério Público possa dar maior celeridade a esse trâmite”, disse.

Na ocasião, Hugo Gross também falou com a coluna e disse que a ação é para proteger o operário da arte. “Isso é pra gente poder, realmente, proteger a nossa classe, proteger os atores que tem registro e fazer o que tem que ser feito pelo sindicato: proteger sempre o operário da arte, valorizar o ator, valorizar a atriz que tem registro e que realmente batalha há anos e anos por um lugar ao sol”, falou.

Hugo Gross ainda esclareceu que não tem nada contra a influenciadora digital Jade Picon. “Nada contra nenhuma pessoa. A senhora Jade Picon, nada contra ela, mas sim a maneira que é colocada aos leões sem nenhum preparo artístico dentro dessa esfera”, disse ele.