saúde pública

Influenciador é o décimo caso confirmado da Varíola dos Macacos: ‘é assustador’

Douglas Mello não saiu do país e começou a apresentar sintomas após ir à festa eletrônica em São Paulo

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

O Brasil acaba de confirmar o décimo caso da Varíola dos Macacos no país. O mais recente infectado, Douglas Mello, de 22 anos, é DJ e influenciador digital e usa o nome artístico Doug Mello. Ele bateu um papo com a coluna sobre sua atual situação, após o diagnóstico positivo para doença. O rapaz assumiu que, ao descobrir o resultado, ficou temeroso: “É um pouco assustador, né?”

Segundo o influencer, o contágio não aconteceu em viagem para o estrangeiro ou através de contato com pessoas que vieram de outros países recentemente. Doug Mello tem quase que 100% de certeza que foi infectado em uma festa eletrônica que aconteceu em São Paulo, na última quinta-feira (16).

“Eu sou DJ, eu toco em festas, mas nesta vez eu fui a passeio, estava de férias. Fui para curtir mesmo. Lá eu cumprimentei, abracei e beijei um monte de gente. Tive bastante contato físico. Quando cheguei em casa, eu já cheguei com febre. Percebi que não tava alguma coisa legal. Quando acordei, minha camisa já estava toda molhada e ainda com febre”, lembrou ele.

Doug revelou ter procurado logo seu médico de confiança, que por coincidência é especializado em dermatologia. O profissional logo desconfiou da Varíola dos Macacos, por conta das primeiras erupções, ainda discretas, que começaram a aparecer em pontos isolados de seu corpo.

“Procurei meu médico dermatologista, e ele me disse que passaria uns exames pra eu fazer, mas disse que o único lugar que faz era o Emílio Ribas, porque ele estava achando que eu tava com a Varíola dos Macacos. Eu fiquei em choque. Ele desconfiou porque eu estava como se fosse com três espinhas, uma debaixo da barba, uma no peito e outra na coxa. Na coxa eu achei até que era um pelo encravado. Ele disse que estava muito estranho e que não era um pelo encravado. Na mesma hora fui levado direto ao Emílio Ribas”, contou.

Ele também detalhou como a doença se manifestou em seu corpo e como está se cuidando. “As bolhas, que pareciam espinhas num primeiro momento, explodiram. Pareciam umas bolhas com água, doeu muito. Mas depois que explodiu começou a secar. Estou tomando medicamento para controlar a febre, porque até ontem ainda estava com um pouco. Como não existe tratamento, estou só cuidando dos sintomas com medicações para a febre e para dor”, explicou.

E diferente do que as pessoas imaginam, o vírus Monkeypox, causador da Varíola dos Macacos, parece ter chegado ao Brasil menos agressivo. Há uma suspeita de que o vírus tenha sofrido uma mutação quando chegou ao país pois, segundo Doug Mello, os casos que têm aparecido não têm manifestado inúmeras erupções cutâneas pelo corpo todo, como costuma acontecer com muitos pacientes infectados fora do país.

“Segundo me informaram, eu sou o décimo caso e todos os casos não está se espalhando pelo corpo todo. Teve um caso que o homem teve no pênis, teve outro que deu duas (erupções) no rosto, mas não está tendo a contaminação do corpo inteiro. Desta vez está mais localizado, segundo me disseram”, explicou o DJ.

Doug descreveu sua experiência com o exame que detecta a Varíola dos Macacos. “Chegando lá eles arrancaram um pedaço da minha pele pra fazer o exame no laboratório. E aí eu fiquei 48h isolado esperando o resultado. Quando foi ontem, me ligaram e mandaram o exame falando que eu era o décimo caso no Brasil confirmado. Até tiraram umas fotos pra levar pra um congresso que iria ter, porque nem eles sabem o que fazer comigo”.

Ainda segundo o DJ, ele está isolado em casa sozinho, e nem contato com os próprios médicos que o acompanham pode ter. “Eles estão fazendo as consultas comigo online, porque ninguém pode me ver”, disse ele, que apesar de no momento estar sozinho em casa de quarentena, divide o apartamento com um amigo que está proibido temporariamente de retornar. “Por sorte ele está viajando, mas agora ele só está liberado pelos médicos para voltar daqui a duas semanas.

Veja como ficou a pele de Douglas Mello: