a polêmica continua

Isentonas! Ivete e Claudia Leitte não se posicionam sobre mudanças no Carnaval da Bahia

Ao contrário das duas, Leo Santana e Bell Marques opinaram sobre o quão prejudicial para a folia pode ser a mudança em cima da hora

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

Sempre bem isentonas e alheias às polêmicas, Ivete Sangalo e Claudia Leitte estão sendo bastante cobradas nas redes sociais para que se posicionem, assim como fez Leo Santana e Bel Marques, sobre a mudança do tradicional circuito do Carnaval da Bahia.

A proposta é que a folia, cujo circuito atual é o Barra-Ondina, seja transferido para a Boca do Rio, um local mais afastado do grande centro e considerado por muitos como sendo mais perigoso, principalmente para os foliões. A ideia de mudar o circuito após inúmeras reclamações de moradores da região da Barra. Estes, possuem alto poder aquisitivo e não gostam da bagunça do Carnaval passando à sua porta.

Claudia Leitte comentou a polêmica e não quis se comprometer. Disse que, independente de onde seja realizada a festa, o importante é que o evento aconteça. “Eu sou a favor do Carnaval em qualquer lugar, desde que tenha Carnaval. O importante é ter, independente de onde seja”, disse cantora nem coletiva de imprensa no São João da Bahia 2022.

Ivete seguiu a mesma linha do ‘que o melhor seja feito’: “Eu acho que tem que passar por uma discussão e tem também o interesse das pessoas que ali vivem, né? A gente não pode transpor e passar da opinião dos que ali vivem. É preciso um raciocínio, um diálogo democrático para se entender como vai fazer. Espero que a gente saiba fazer da maneira certa e mantenha a vibração cultural, festiva, energética e geradora de empregos que a gente tem no Carnaval da Bahia”, declarou a artista.

Leo Santana, por sua vez, não ficou em cima do muro e já deu sua opinião sobre ser um risco mudar tudo em cima da hora para o Carnaval do ano que vem. “Claro que na Boca do Rio é muito mais espaçoso, mas acho que precisa ter um cuidado maior, porque está muito em cima da hora. Acho que é bom pensar sobre, pensar se, de fato, vale à pena, já que estamos há dois anos sem fazer o Carnaval”, avaliou ele.

O cantor ainda disse que o ideal, em caso de haver a mudança, que a mesma seja implantada só em 2024. “Está todo mundo numa ansiedade, numa expectativa, principalmente nós, artistas, de reencontrar o povo, de fazer que seja ‘o Carnaval’. Então, acho que é bom ter mais cautela, mais cuidado e, de fato, estudar mais esses detalhes de mudar para um circuito novo, onde as pessoas vão ficar mais insegura em como chegar e sair. Acho que para 2024 dá para planejar direitinho, mas acho que agora será um risco”, opinou o GG da Bahia.

Bell Marques também seguiu a mesma linha e defendeu a permanência do circuito Barra-Ondina para 2023. “Pense num problema? Estamos todos esperando aquele Carnaval ali no Farol da Barra. A população já sabe onde ficar, onde aplaudir o seu artista preferido, sabe como chegar e como sair dali”, iniciou o cantor. 

O cantor ainda se mostrou incomodado com o fato de os artistas que fazem o evento acontecer não terem sido consultados com antecedência sobre a proposta de mudança de local. “Se alguém está pensando que, se botar um trio elétrico, tudo vira Carnaval, está com pensamento equivocado… Uma pena, porque minha vida é o Carnaval, tenho grandes blocos e, com certeza, por menor que fosse, minha opinião contribuiria para esse projeto”, concluiu.