Fechar
INTOLERÂNCIA

Jojo Todynho desabafa sobre ataques após criticar Bruna Karla

Ela rebateu as acusações de internautas que estaria usando a polêmica para se promover

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Uma das atrações da Parada LGBTQIAP+ de São Paulo, na tarde deste domingo (19), Jojo Todynho rebateu, durante o evento, as declarações LGBTfóbicas da cantora gospel Bruna Karla em um podcast. Depois da declaração pública, a funkeira revelou nesta segunda-feira(20), através dos seus Stories, que está sofrendo ataques por ter criticado a cantora evangélica.

Segundo Jojo, internautas teriam afirmado que ela estaria usando a polêmica para se promover. “Eu não preciso subir nas costas de ninguém. Mas não sei se as pessoas vivem no país das maravilhas ou estão insanas. Vocês se esqueceram do país em que vocês vivem? Será que vocês não veem o jornal?”, pergunta a artista, que se considera cristã.

Jojo disse que a religiosa tem todo direito de expor o seu pensamento, mas que deve lembrar das consequências, já que as falas podem ser um combustível para intolerantes. 

“Nós vivemos num país preconceituoso, racista, que as pessoas levam tudo ao pé da letra. E a gente tem que pensar no amanhã, no que uma palavra pode causar. E quando têm pessoas que confirmam seu pensamento maldoso. Falando, agredindo fisicamente ou verbalmente, porque outras pessoas têm opinião diferente da dela. Vivem uma vida diferente da delas”, pontuou.

Continua após a publicidade

A funkeira também disse como entende a verdadeira fé cristã: “O verdadeiro Evangelho não é semear ódio, é falar do amor de Deus. Estão esquecendo de algo que tem na Bíblia, o livre arbítrio. A sua conta você vai prestar com Deus”, afirmou Todynho.

Ela continua: “Ela como adoradora de Cristo, deveria falar do amor de Deus. Todo momento que você coloca para fora algo que esteja enraixado dentro de você, é preconceito sim. A tantas maneiras de você falar do amor de Deus e pregar sobre o seu ministério. Você vai dar força para as pessoas que já fazem maldade, já atacam”.

Ela também lembrou que pessoas LGBT+ e negras são mortas diariamente no Brasil por causa da discriminação. “Uma coisa que eu menos preciso é subir nas costas de Bruna Karla ou de qualquer outra pessoa. Porque a minha conta, eu vou prestar com Deus”, finaliza.

Jojo criticou falas LGBTf´óbicas de Bruna Karla

Jojo Todynho rebateu durante a Parada LGBTQIAP+as declarações LGBTfóbicas da cantora gospel Bruna Karla em um podcast. Jojo aproveitou sua fala para pedir mais amor e tolerância. “Deus é amor, queremos amor e menos ódio, chega de matança, chega de intolerância!”, disse a cantora.