que papelão!

Leo Lins é massacrado após fazer piada sobre criança com hidrocefalia

Vídeo do humorista viralizou e revoltou milhares de internautas

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

O humorista Leo Lins está sendo cancelado pela internet, após viralizar um vídeo de uma das piadas do stand up comedy dele. Nas imagens, Leo aparece tirando sarro de uma criança com hidrocefalia. Ele começa citando o Teleton, que arrecada dinheiro para ajudar crianças com problemas de saúde, e mencionou a história de um menino do interior do Ceará.

“Eu acho muito legal o Teleton, porque eles ajudam crianças com vários tipos de problema. Vi um vídeo de um garoto no interior do Ceará com hidrocefalia. O lado bom é que o único lugar na cidade onde tem água é a cabeça dele. A família nem mandou tirar, instalou um poço. Agora o pai puxa a água do filho e estão todos felizes”, falou o humorista, que por incrível que pareça arrancou gargalhadas do público presente.

Nas redes sociais, Leo Lins passou a ser massacrado. “Como pode chegar a esse ponto? Não tem lógica um tipo de ‘piada’ dessa… Deus do céu, toma conta porque tá cada dia mais sem noção e empatia esse mundo”, disse um internauta.

“Não sei se me incomoda mais com ele, ou com o bando de sem noção sorrindo”, comentou outro. “Meu Deus, que vontade de chorar. Como pode isso gente? Como alguém ri disso?”, perguntou outra usuária do Instagram.

Nas mais recentes publicações de Leo Lins no Instagram, nas quais ele anuncia seu show intitulado ‘Perturbador’, o ator recebeu milhares de comentários com duras críticas.

A hidrocefalia é uma condição que se caracteriza pelo acúmulo do líquido nas cavidades internas do cérebro. O fluido extra exerce pressão sobre o cérebro e pode causar danos cerebrais. É mais comum em crianças e idosos. A hidrocefalia é caracterizada pela dilatação da cabeça nos bebês.

Adultos e crianças mais velhas sofrem dores de cabeça, comprometimento da visão, dificuldades cognitivas, perda de coordenação motora e incontinência.O tratamento costuma ser um tubo (shunt) inserido cirurgicamente em um ventrículo para drenar o excesso de líquido.