Fechar
falou!

Linn da Quebrada detona Silvio Santos: ‘deve desculpas pelo desserviço’

A cantora comentou sobre um vídeo do apresentador que viralizou nas redes sociais, no início do mês

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Linn da Quebrada usou seu perfil no Twitter para se pronunciar sobre um vídeo de Silvio Santos, que viralizou nas redes sociais no início do mês. Na ocasião, o apresentador recebeu em seu programa no ‘SBT’, a Miss Trans Internacional Ana Simões e recebeu elogios após abordar a transgeneridade. Para a cantora e ex-BBB, apesar da fala, o avô de Tiago Abravanel deve um pedido de desculpas à comunidade trans pelos anos de desserviço.

“Silêncio! O jovem tuiteiro está conhecendo o Silvio Santos, que já recebe trans em seu programa desde a década de 80”, escreveu um internauta ao compartilhar um vídeo de um trecho do programa que foi ao ar na emissora.

Lina, então, respondeu o tuíte e relembrou alguns episódios constrangedores feito por Silvio Santos. “Mas é também o mesmo Silvio que constrange e debocha da Roberta Close. Ele como tantos outros meios de comunicação que devem desculpas pelo desserviço e pela contribuição assídua em desumanizar e atuar com tanto gosto na manutenção da violência e da dor”, escreveu.

O internauta tentou defender o apresentador, mas Linn da Quebrada seguiu com seu posicionamento. “Vocês são muito coniventes com os seus. Não vou discutir, nem mensurar em quantidade e nem me interessa tornar uma questão dele ou de outro. Mas do papel que ocupam e dentro dos meios de comunicação, que criaram e mantiveram um pacto que até hoje tem seus efeitos”, falou.

Continua após a publicidade

Após a repercussão, a cantora fez questão de dizer que não era só sobre Silvio Santos. “Não é sobre o Silvio, mas também é. Antes de tudo, falo da instituição televisiva que trabalhou muito tempo para manutenção do espetáculo violento de nos ferir enquanto riam”, afirmou ela, respondendo um seguidor.

Linn da Quebrada continuou: “Acredito e sinto que é necessário, que não só ele, mas tantos profissionais da comunicação, perceba o esforço sistemático na criação de um imaginário social, em rede nacional, que trabalhou muito bem para que rissem diante do espetáculo traumático de nos ferir e desumanizar”.