Fechar
EVENTO

Luciano Szafir quebra tabu ao desfilar com bolsa de estomia na SPFW

O ator surpreendeu a todos ao abrir o desfile do estilista Walério Araújo

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Devido a complicações pós-Covid, o ator e ex-modelo Luciano Szafir, passou a usar a bolsa no seu dia a dia, tornou-se embaixador da Coloplast e aderiu à causa, combatendo o preconceito contra aqueles que vivem esta nova condição de vida.

São Paulo, 18 de novembro, 2021

Esta quinta-feira, 18 de novembro de 2021, entra para a história dos desfiles de moda. O ator, empresário e modelo Luciano Szafir surpreendeu a todos ao abrir o desfile do estilista Walério Araújo na 52ª edição da São Paulo Fashion Week (SPFW), mostrando sua bolsa de estomia (também conhecida popularmente por bolsa de colostomia), item que passou a usar há quatro meses, após complicações da Covid-19. Na semana em que se celebra o Dia Nacional das Pessoas com Estomia (16/11), o ator desfilou com o propósito de chamar atenção para a causa de quem tem a mesma condição. Para isso, Szafir pediu ao estilista uma roupa personalizada para deixar a bolsa visível, como forma de combate ao preconceito contra quem tem um estoma e mostrar que isso não é motivo de aversão, tristeza, vergonha ou reclusão. Pelo contrário!

O desfile de Walério Araújo na SPFW foi inspirado na festa Noite Ilustrada — criada nos anos 90 pela jornalista e consultora de moda Erika Palomino (dona de uma coluna de mesmo nome na Folha de São Paulo na época) — que premiava os melhores do ano, entre DJs, hostess, drags, empresários etc: “Quis fugir do óbvio das plumas e paetês e procurei valorizar a alfaiataria, dando o meu toque de classe, com muitas camisas e blazers.” O estilista aplicou em sua coleção a técnica do upcycling, que consiste no reaproveitamento de materiais, transformando e dando um novo sentido para peças que seriam descartadas em aterros sanitários. “Das sobras, criamos algo novo. Esta tendência vem desde a década de 90, mas só agora estamos mais atentos e conscientes na busca de alternativas sustentáveis para o consumo do futuro. Sem falar que isso estimula a criatividade e resulta em roupas exclusivas”, reforça Walério Araújo, habitué da festa Noite Ilustrada e que está comemorando seus 30 anos de carreira.

Como muitos brasileiros, Szafir renasceu ao ter a oportunidade de corrigir um problema no seu intestino decorrente de uma sequela da Covid-19, doença que o atingiu pela segunda vez em meados deste ano. Na ocasião, ele passou a usar a bolsa e, desde então, agradece diariamente pela chance que teve de continuar vivo, algo que seria impossível sem ela. “Quero que as pessoas possam ver que isso pode acontecer com qualquer um. Essa cirurgia salvou a minha vida e eu não tenho motivo para ter vergonha de usar uma bolsa de estomia”, diz ele, que complementa: “Depois de tantos anos, este desfile tinha tudo para ser muito especial para mim. Além da minha volta às passarelas, vi que era a oportunidade perfeita para defender uma causa nobre e muito importante para a nossa sociedade. Quero quebrar o preconceito, normalizar e fazer entender que um estomizado não precisa sofrer privações. Vida normal. E, tomara, que esta ação mude a visão que muitos ainda têm sobre quem usa uma bolsa de estomia”.

Continua após a publicidade

O ator conta que, até fazer a cirurgia, não tinha noção deste universo de quem usa uma bolsa de estomia. Por isso, se sente responsável em quebrar qualquer tabu referente ao tema e mostrar que é possível ter uma vida livre como qualquer pessoa: “Quem não conhece, julga e, mesmo sem querer, tem atitudes preconceituosas. Seja na hora de contratar um funcionário, se relacionar afetivamente, entre outras coisas”. E alerta para que o atendimento e o respeito a quem usa bolsa seja uma ação permanente na sociedade: “Banheiros públicos para quem usa bolsa é algo urgente. Eles têm que ser projetados de modo que o esvaziamento seja feito de forma higiênica e confortável. Por que é tão difícil isso virar lei em todo o Brasil?”.

Logo após a cirurgia, a empresa dinamarquesa Coloplast ofereceu ao ator a mais moderna e avançada bolsa de estomia do mercado, sendo a mais vendida em todo o mundo: a SenSura Mio. O ator confirma que o modelo lhe trouxe praticidade, segurança, melhor qualidade de vida e simplicidade na hora de usar ou trocar a bolsa: “No início, tive medo e um pouco de dificuldade, algo normal diante do novo. Mas tudo é uma questão de adaptação e logo isso virou rotina”. E acrescenta: “Não deixei de fazer nada por causa da bolsa. Voltei à vida normal e a proposta é justamente mostrar que a bolsa não define ninguém.”

No propósito de ser mais uma voz a favor de quem usa uma bolsa e impressionado com o atendimento recebido no Programa Coloplast Ativa, o ator tornou-se embaixador da Coloplast, para gerar empatia, acolhimento de toda a sociedade, além de conscientização e conhecimento a quem tem esta condição de vida. “Junto ao ator e empresário Luciano Szafir, nós queremos levar o tema a um patamar maior de conhecimento e ajuda à sociedade, quebrando um tabu, explicando que todos nós podemos um dia ter um estoma e que isso significa uma história de vida e superação, uma vitória, e não algo para ser olhado com preconceito”, ressalta Luiz Tavares, Diretor Geral da Coloplast.

Sobre a Coloplast


Com mais de 60 anos de história, a Coloplast desenvolve produtos e serviços que tornam melhor a vida de pessoas com necessidades íntimas de saúde. Operando em todo o globo, com mais de 13 mil colaboradores, atua com muita proximidade junto aos usuários finais e profissionais de saúde, criando soluções personalizadas de acordo com suas necessidades. Os negócios da Coloplast incluem cuidados com estomia, continência, tratamento de feridas e urologia, além de cuidados com a pele.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff