Fechar
superação

Maria Lina esclarece que estar perto de grávidas e bebês não é mais um problema

A influenciadora explicou que após muita terapia, conseguiu superar essa questão

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Maria Lina, usou seu perfil do Instagram para tranquilizar seguidoras e fãs sobre sua relação com grávidas e bebês. A influenciadora, que passou por um momento muito delicado quando perdeu seu filho, João Miguel, fruto do relacionamento com Whindersson Nunes, esclareceu que com muito terapia consegue lidar melhor com o assunto.

“É um assunto muito bem resolvido pra mim. Quando não era bem resolvido, eu aparecia aqui chorando, triste. Eu amo estar nesses ambientes. Eu amo grávida, amo neném. Me faz muito bem”, disse ela.

A influenciadora confessou que nem sempre foi algo tranquilo de lidar, mas com muita terapia, conseguiu superar. “É claro que não foi um processo do dia pra noite. Quando aconteceu tudo, fiquei uns dois meses sem me sentir bem vendo grávidas e bebês. Só que eu fiz muita terapia. Foi um processo muito longo de recuperação. Eu me tratei da forma certa, vivi o luto como tinha que ser vivido. Terapia, médicos, minha família, Deus, meus amigos… curei isso dentro de mim”, explicou.

“Da mesma forma que era uma coisa que doía e eu mostrava para vocês, é muito importante também mostrar que também estou bem, que me recuperei dessa situação e consigo viver minha vida normalmente sem que isso me deixe magoada… se eu sentir que tem dez pessoas me criticando por falar disso e eu ajudar uma mãe a dormir com o coração mais tranquilo, eu vou falar”, ressaltou.

Continua após a publicidade

Maria abriu o jogo sobre o fim do relacionamento com Whindersson Nunes

Em entrevista ao podcast da influenciadora Evelyn Regly, Maria Lina, ex-mulher de Whindersson Nunes, falou abertamente sobre a perda do filho João Miguel, que teve com o humorista. Maria revelou que por meses não conseguia sequer tocar no assunto da morte do bebê, que nasceu de um parto prematuro e não resistiu.

“Eu queria esconder a minha história, não queria que ninguém soubesse o motivo, não queria que ninguém falasse sobre perto de mim. Eu não queria tocar no assunto. Ia me doendo mais e eu comecei a conversar com a minha mãe sobre isso”, disse a influencer.

Maria então se emociona e vai às lágrimas antes de continuar falando sobre o assunto e de revelar que o término com Whindersson foi uma decisão que partiu dele: “Hoje eu não choro de tristeza. Choro com um sentimento… de que foi tão difícil pra mim perder meu filho. Ele (Whindersson) não tem culpa de nada, mas de qualquer forma perdi o pai do meu filho também”, continuou ela.

A modelo também contou que por muito tempo não conseguiu reagir e voltar a viver. “Eu não queria levantar, não queria trabalhar… Às vezes me dava saudade do meu filho. Eu convivi com ele por trinta horas e eu sentia saudade dele. Eu não queria fazer nada e tinha que levantar, trabalhar, gravar”.

Ela também falou sobre como as críticas que recebeu nas redes sociais a afetaram num momento tão difícil em que estava tentando reconstruir sua vida. “Eu ainda estava aprendendo a mexer com a internet e as pessoas falavam: ‘meu Deus, essa menina não leva jeito pra nada, ela não sabe nem falar com a câmera, sua publi está horrível, como eles te pagam pra fazer um negócio desse?'”.

Por fim, Maria Lina disse que optou usar sua dor e todas as dificuldades que enfrentou para ajudar outras pessoas que passaram pela mesma situação. “E foi uma vitória tão grande quando eu consegui levantar a cabeça, mesmo diante de todas as dificuldades. Eu falei: ‘chegou a hora de falar sobre esse assunto’. Como eu passei por aquilo, eu falei: ‘está na hora de ajudar outras pessoas, eu sei que eu posso’. E foi quando eu comecei a falar sobre o João. No dia que saiu a minha entrevista, meu direct travou de mulheres me mandando mensagem falando que passaram pelas mesmas coisas”.