Fechar
Mais sucessos

Marília Mendonça deixa 98 músicas registradas e inéditas

Cantora deixa um acervo de muitas canções feitas antes de 2017 e ainda tem nove músicas que não foram gravadas neste ano

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Marília Mendonça nunca escondeu que compor era um dos seus pontos mais fortes. Duas semanas depois de sua morte por causa de um acidente aéreo, na cidade de Caratinga, Minas Gerais, um dos seus parceiros revelou que a cantora deixou um grande acervo de músicas inéditas.

De acordo com uma reportagem do G1, Marília Mendonça registrou 98 composições, que não foram lançadas por ela nem por outros artistas. Todas estão registradas no Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), mas nunca se transformaram em uma gravação comercial (fonograma). A maioria dessas composições é de antes de 2017, quando Marília deu uma pausa como só compositora para se dedicar mais à carreira de cantora.

Parceiro e autor de várias músicas gravadas por Marília, Renno Poeta diz que é normal ‘esquecer’ ou guardar algumas canções. “Claro que a gente, como autor, queria que tudo que produzisse fosse gravado. Mas nem sempre acontece. Às vezes ela acaba mostrando para outros artistas, vai passando, vai passando, e acaba que cai no esquecimento”.

Todas as composições de Marília Mendonça são registradas pela Workshow, empresa de Goiânia que cuidava da carreira da cantora e agora está catalogando todo o material deixado pela Rainha da Sofrência. Entre eles, segundo o site da Abramus, estão nove músicas registradas em 2021 e que não foram gravadas: ‘Calúnia Difamação E Injúria’, ‘De Um Jeito Antigo’, ‘Deixa Que A Luz Eu Apago’, ‘Esquecido E Enterrado’, ‘Esse Cara Não Presta’, ‘Tá Chegando A Hora’,’Porta Dos Fundos’, ‘Isso Você Não Vai Ter’ e ‘Imagina’.

Continua após a publicidade

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff