foi preso!

Médico suspeito de manter paciente em cárcere privado é cirurgião de famosas

A cantora Perlla é uma pessoas que já realizaram procedimentos estéticos com o profissional

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

O médico Bolívar Guerrero Silva preso por suspeita de manter uma paciente em cárcere privado em um hospital particular, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, também era cirurgião de famosas. Nas redes sociais, o equatoriano, que coleciona mais de 40 milhões de seguidores, já compartilhou o resultado de operações em Perlla e Mulher Melancia.

A cantora do hit ‘Tremendo Vacilão’ já colocou próteses de silicone nos seios, além de ter feito uma lipoaspiração na barriga e nos braços, no mesmo hospital onde Bolívar Guerrero Silva foi preso nesta segunda-feira (18). Em uma reportagem de 2019, compartilhada por ele, Perlla o chama de “meu médico de confiança” ao mostrar o resultado de um de seus procedimentos estéticos.

Em junho de 2021, o cirurgião publicou mais dois registros ao lado da cantora e a agradeceu. “Obrigado pela confiança no meu trabalho e na minha equipe. Você é sempre muito gentil”, escreveu ele na legenda.

Quem também aparece recomendando o médico nas redes sociais é a ex-dançarina e cantora Andressa Soares, a Mulher Melancia. Em uma caixinha de perguntas, ela responde uma seguidora que diz que precisa trocar a prótese e questiona se o cirurgião cobra caro no procedimento. A empresária, então, responde: “Não. O preço dele é bem acessível”, disse ela marcando o Instagram de Bolívar.

Bolívar Guerrero Silva foi preso por manter uma paciente em cárcere privado por cerca de dois meses no hospital em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, após complicações em uma cirurgia estética feita por ele. De acordo com informações da polícia, Daian Chaves Cavalcanti, de 36 anos, realizou uma abdominoplastia com o médico no início de março e está em estado grave, com várias complicações depois do procedimento.

Ainda segundo a polícia, a paciente teria tentado ser transferida de hospital, mas o cirurgião dificultou a transferência. Além de prender o cirurgião plástico, os agentes foram à unidade de saúde para resgatar a mulher.