Fechar

EXCLUSIVO Monique Curi retoma carreira de atriz nas telonas

Atriz fala dos desafios de gravar um filme em 15 dias e da amizade com Toni Garrido

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Cinco anos após uma participação na novela ‘Haja coração’, da Globo, Monique Curi está novamente trabalhando como atriz. Ela faz parte do elenco do longa ‘Meus 4 Maridos’, criado e estrelado por Naura Schneider, com direção de Fred Mayrink (‘Salve-se quem puder’).

A trama é sobre uma mulher que decide reunir os quatro ex-maridos para uma noite de bodas de prata, já que os períodos em que ficou casada somam 25 anos. Monique entra em cena como a melhor amiga da protagonista e conta os desafios de gravar em meio a pandemia e em apenas 15 dias.

“As gravações foram feitas com protocolos muito rígidos de prevenção contra a Covid-19. Eram feitos pelo menos dois testes por semana. Todos usando máscaras, exceto os atores em cena. A gente tirava muito raramente quando ia tirar foto. Era muito cuidado, primeiro pela saúde de todos os envolvidos, mas também porque se desse algum problema, acabou, né? A gente só tinha 15 dias para gravar o filme com aquela casa alugada e se desse uma coisa errada, se alguém pegasse Covid, além de muito triste, acabaria com tudo”, revelou a atriz.

Apesar de toda a preocupação com a saúde do elenco e da produção, além do curto prazo para finalização das gravações, o clima dos bastidores era de muita alegria e descontração. Ambiente perfeito para dar boas risadas e fazer novas amizades, como a que surgiu entre Monique e Toni Garrido, que trouxeram o público para ‘dentro’ do estúdio, através de suas redes sociais, onde sempre soltavam alguns spoilers sobre o filme.

Continua após a publicidade

“Uma coisa muito legal que acontecia é que todo dia o motorista me pegava, depois o Antonio Fragoso e, por fim, o Toni Garrido. E era muito divertido, porque os três pegavam o seu telefone, e cada um fazia uma live durante todo o percurso. Íamos interagindo com nossos públicos das redes sociais e também entre a gente. A gente fazia muita bagunça. Eu descobri no Toni um amigo maravilhoso, um cara muito culto, que passou para a gente muita coisa bacana. Aprendi muito com ele, em especial sobre a luta das pessoas pretas e todos os preconceitos que sofrem diariamente. Ele é aquele cara que te ensina, que tem um conteúdo incrível, um coração gigante. Eu me apaixonei por esse meu novo amigo”.

E continuou: “O elenco em si é todo maravilhoso. A gente ria muito durante as gravações. Embora o filme não seja uma comédia rasgada, e sim uma comédia de situação, bem tranquila, os atores são tão bons que conseguem pegar uma cena que teoricamente não tem, e mesmo assim fazer a gente rir e se divertir. Preciso falar que foram 15 dias perfeitos de alegria, diversão de paixão pelo trabalho”, disse Monique.

A personagem dela acaba ficando bêbada, o que a deixa completamente desequilibrada, rindo e chorando ao mesmo tempo. “Foi um desafio para mim. Primeira vez que faço uma personagem tão louca, mas do bem”.

A atriz também adiantou ao público que ‘Meus 4 Maridos’ fala sobre as diferentes relações possíveis que se estabeleceram hoje na sociedade, reforçando que, talvez, as mulheres de 50 anos não tenham sido preparadas para viver isso. “É um filme que mostra um pouco sobre o universo feminino em transformação e como a vida e os relacionamentos vão mudando”, conclui.