Fechar
Incêndio no parquinho

Mulher de Arthur Aguiar é chamada de bo***teira por apresentador da Globo

Maíra Cardi revela ter sofrido machismo e julgamentos após o vazamento de um vídeo íntimo com o marido há 13 anos

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Não é nem mais fogo no parquinho. É incêndio mesmo. Maíra Cardi resolveu expor um episódio que a marcou no passado e que repercute até hoje não tanto como as traições do marido Arthur Aguiar, mas, ela ainda é lembrada pela situação. A empresária contou sobre um suposto tweet do apresentador da Globo, Felipe Andreoli, que teria a chamado de ‘ex-BBB b***teira’ e classificou o episódio como ‘machismo’.

“Há 13 anos, quando eu saí do ‘BBB’, uma menina tonta, sofri um grande abuso e um grande crime. Uma vez eu estava na cama com meu marido num momento íntimo, sexo oral, e ele filmou. E durante o vídeo de 30 segundos eu pergunto ‘Você não está me filmando, né?!’, e ele fala ‘Não’, e o vídeo acaba. Esse vídeo foi parar em todas as capas, em todos os jornais, e naquela época você ficava muito tempo na capa do jornal”, começou contando no vídeo

“O que aconteceu comigo? Você não lembra? Mas eu lembro. Eu andava na rua e as pessoas falavam ‘prostituta, bo***teira, vagabunda’. Por quê? Porque eu estive na cama com o meu marido e ele resolveu soltar um vídeo. E aí eu, vítima, fiquei de prostituta, vagabunda, b*queteira. Não é só. Eu sofria machismo diário não só da rua, mas da classe artística porque ser ex-BBB naquela época também era um rótulo de mulher inútil e burra, era ruim. Por isso eu passei tantos anos correndo desse rótulo de p*ta, b*queteira e ex-BBB”, explicou Maíra.

A empresária fez questão de relembrar a confusão envolvendo o apresentadar do Globo Esporte e ex-CQC, Felipe Andreoli. “Até que um dia, eu tinha um programa de televisão com o David Brazil e fui entrevistar o Felipe Andreoli. Ele virou as costas para mim e saiu. Foram perguntar para ele ‘Por que você não deu entrevista para a Maíra?’, aí ele fez um tweet: ‘Eu não dou entrevista para ex-BBB bo***teira”, entregou Maíra que nunca chegou a conversar com Andreoli, mas fez questão de destacar que acredita na mudança das pessoais.

Continua após a publicidade

Maíra também contou que a sua família sofreu demais com o repercissão negativa do vídeo. “O meu filho, na época com 8 anos de idade, ficava sem comer e não podia ir para a escola. A mãe era p*ta, vagabunda e, obviamente, ele sofria bullying. Meu pai, comendador, não podia trabalhar. E eu, queria morrer. Sim, minha vida deixou de fazer sentido. É muito difícil sair na rua e ser chamada de p*ta porque você transou com o teu marido. Eu cheguei onde eu cheguei batalhando muito, passei por coisas que vocês não imaginam”, concluiu ela.

Maíra também fez questão de linkar a confusão do passado com o cancelamento do marido Arthur Aguiar, após ela mesma ter revelado as traições e o relacionamento abusivo que sofreu do ator e cantor.”Na primeira semana, quando ele entrou no BBB, ninguém acreditava que ele pudesse se transformar. Todo mundo estava desejando que eu fosse traída o mais rápido possível. Eu não vou desistir do ser humano, da minha família, do meu marido. É muito bonito ver quem ele foi e o quanto ele se transformou. Só eu sei os abusos, abandonos e rejeições que ele também sofreu. Porque toda pessoa ferida, fere. A grande parada da vida é a gente querer e poder ser melhor”, finalizou a empresária.

Post de Tweet de Felipe Andreoli/Reprodução