Fechar

EXCLUSIVO Na Justiça, influencer acusa Antônia Fontenelle de calúnia e difamação e pede explicações

Caíque Mafra foi acusado pela youtuber de plantar fake news com seu nome

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

O influenciador político, Caíque Mafra, entrou com uma interpelação contra a youtuber Antônia Fontenelle, pedindo que ela se explique judicialmente sobre as declarações dadas, em fevereiro deste ano, em entrevista ao ‘Morning Show’, da Jovem Pan.

Na ocasião, a influenciadora digital acusou o rapaz de estar por trás de um perfil que, segundo ela, teria plantado uma fake news sobre ela supostamente ter ‘esculhambado’ o presidente Jair Bolsonaro.

Caíque, que foi candidato a vereador, tendo recebido mais de onze mil e quinhentos votos nas últimas eleições, e atualmente é pré-candidato ao posto de deputado estadual, diz na petição inicial ter sido alvo de calúnia e difamação, uma vez que nega estar por trás da página citada por Antônia na entrevista.

O perfil mencionado pela ex-mulher de Marcos Paulo é o ‘Bolsogatas’. Antônia demonstrou na entrevista ter ficado extremamente irritada com a publicação que, segundo ela, teria retirado um trecho de um vídeo em que ela fala de outro assunto e descontextualizado para dizer que ela estaria tecendo críticas ao presidente que ela tanto apoia.

Continua após a publicidade

“Essa foto é de um vídeo em que eu estava falando do advogado da Malga de Paula, do inventariante da Malga de Paula. Pegaram um trecho desse vídeo, esse perfil chamado Bolsogatas, e disseram que eu estava esculhambando do presidente, porque aqui eu boto para ferrar com esse advogado. Disseram que eu estava esculhambando do presidente, aí as pessoas desavisadas acreditam que eu estou fazendo isso contra o presidente. Isso é um crime, é fake news”, disse a influenciadora digital.

Ainda na entrevista, Fontenelle disse que foi informada por Amanda Teixeira, filha do Ministro de Turismo Marcelo Álvaro Antônio, que o perfil ‘Bolsogatas’ era controlado por Caíque Mafra. Ela também afirmou com todas as letras que Caíque, enquanto responsável pelo perfil, estaria cometendo um crime por utilizar um perfil de terceiro para atacar a honra dos outros.

Em sede de pedido de explicações, Caíque Mafra quer que Antônia esclareça se tem documentos que comprovem suas alegações sobre a suposta ligação dele com a página. O pedido foi protocolado em 09 de março de 2022. No dia 06 de abril de 2022 foi proferida decisão para que Antônia seja intimada para apresentar sua resposta.