Fechar
sincerona!

Natália surpreende ao revelar que não quer conversa com Eliezer

‘Preciso me curar primeiro’, desabafou a ex-BBB sobre os desentendimentos que teve com o ex-affair na reta final do reality

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

As Comadres do BBB22, Linn da Quebrada, Jessilane e Natália Deodato, marcaram presença no ‘Encontro com Fátima Bernandes’, na manhã desta sexta-feira (29). Entre os assuntos abrdados pela apresentadora estava o papo franco que elas tiveram com o apresentador Tadeu Schmidt, na cozinha da xepa, durante a gravação do ‘BBB Dia 101’, no qual Linn demonstrou estar magoada com os finalistas.

Na ocasião, Schmidt colocou as três contra a parede ao questionar por que elas fizeram questão de fazer amizade com os integrantes do quarto Lollipop, que eram rivais no jogo, em vez de tentarem se aliar aos meninos do Grunge, onde elas dormiam. Lina respondeu que os meninos tinham interesses pontuais em agregar Jessi e Nat ao grupo deles, mas ela não.

No encontro, ela voltou a falar sobre o assunto. “Foram coisas que afetaram muito a gente dentro da casa, os conflitos pessoais. E como isso atravessou o nosso jogo. A gente trouxe essas questões pra que a gente resolvesse elas. Encaramos os problemas para encontrar as soluções”, disse a rapper.

“Estamos entendendo também que o que a gente vive ali é algo muito peculiar, de um momento específico e por isso os conflitos aparecem. Aparecem nosso traumas, nossos medos e a coragem também de encarar as nossas fragilidades”, completou ela.

Continua após a publicidade

Já Natália foi questionada se já rolou ou não o encontro com Eliezer depois do reality. A designer de unhas disse que, embora Eli tenha sido muito importante para ela durante o confinamento, ainda precisa absorver as últimas brigas entre eles no reality para então poder encontrá-lo novamente.

“Não teve muita conversa, não. Nós só nos cumprimentamos e fomos cordiais e educados um com o outro. Minha última lembrança é a última ‘Prova da Discórdia’ e foi muito constrangedor para mim. Preciso me curar primeiro”, disse a ex-sister.

Jessi, por sua vez, disse que quer aproveitar a visibilidade que ganhou com o programa para tentar dar uma melhor condição de vida à família, deixando claro que não abandonou o Magistério. “Quero chegar no momento em que posso dar aula por amor e não por dinheiro”, afirmou a professora de biologia.