Fechar
VOO INTERNACIONAL

Rainha de escola de samba carioca relata racismo em voo da Emirates

O caso ocorreu em um voo da Emirates com destino a Barcelona; Carolina Lekker foi até a polícia fazer um boletim

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

A Rainha da Escola de samba Unidos da Ponte, Ana Carolina Lekker, que vai desfilar no Rio de Janeiro no Carnaval 2022, relatou uma situação de racismo durante uma viagem saindo de Dubai para Barcelona.

Ao pegar o voo Emirates para o seu destino, ela explicou o caso. “Eu estava dormindo no meu assento, ao lado da janela, quando um homem árabe me acordou e falou alto reclamando porque uma pequena parte do meu abdômen estava aparecendo na blusa. Ele estava implicando comigo desde o começo”, comentou.

A modelo disse que gravou tudo e foi até a polícia fazer uma denúncia, porém disse que não recebeu o apoio que precisava. “As aeromoças ficaram do meu lado, me ajudaram. Mas a polícia disse que o homem tenha alguma doença mental e que era para eu pedir desculpa pra ele. Eu desabei, chorei muito”.

Ana conta que, por mais que esteja em outro país, não merecia o descaso. “Senti preconceito com a minha cor e nacionalidade. Entendo que são culturas diferentes, mas eu não fiz nada. Eu não merecia ser destratada daquela forma”.

Continua após a publicidade

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff