Fechar
haters

Raissa Barbosa é alvo de ataques após anunciar perda do bebê e desabafa

‘É por esses comentários que eu preferia nem divulgar’, lamentou a ex-Fazenda

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Depois que foi às redes sociais anunciar que sofreu um aborto de seu segundo filho, para evitar que ‘uma pessoa maldosa’ divulgasse a triste notícia antes dela, Raissa Barbosa voltou a desabafar sobre o caso. Desta vez, por conta de ataques que vem sofrendo de haters desde que contou sobre a perda do bebê.

“Para as pessoas que estão disseminando o ódio gratuito na internet, dizendo: ‘nossa, mas ela não pode ser mãe’; ‘Nossa, ela tá inventando isso para aparecer’; ‘Nossa, isso foi livramento’; entre outros comentários horríveis me desejando mal… É por esses comentários que eu preferia nem divulgar”, disse a ex-Fazenda.

Ela ainda mandou um recado aos haters: “Eu desejo que vocês nunca passem por isso. Desejo apenas amor pra vocês. Que Deus abençoe a vida de vocês”, escreveu ela.

O aborto

Continua após a publicidade

Raissa Barbosa contou como foi que descobriu a gestação. “Dia 10 de julho descobri que estava grávida. Contei apenas pra minha mãe e amigas. Ia esperar mais tempo pra revelar pra vocês”, revelou.

A ex-Fazenda ainda conta que acredita que o aborto tenha sido resultado de uma situação muito estressante que ela enfrentou. “Passei por uma situação de estresse muito forte e logo em seguida tomei a vacina, mas não fui pra fila preferencial, porque não queria que ninguém soubesse. Eu tinha descoberto há pouco tempo, à noite passei muito mal e não sabia o real motivo de eu ter passado tanto mal: o motivo era a perda do meu bebê”, afirmou.

Raissa ainda lembrou de como descobriu que seu neném estava morto: “Quando eu cheguei na médica, no momento em que ela me atendeu, pediu ultrassonografia e o coração do meu bebê não batia mais. O saco gestacional estava alongado e a gestação de 6 semanas e 3 dias era inviável. Naquele momento, eu só sabia chorar e a médica perguntou se eu queria ir pra casa ou continuar no hospital. Eu preferi ir pra casa pra me despedir em casa”.

O diagnóstico de aborto ainda desencadeou uma alergia emocional na ex-peoa. “Naquela semana eu tive alergia emocional, porque eu estava sofrendo calada. Foi a pior sensação da minha vida: saber que ele estava lá dentro de mim, mas sem vida”.

“Sofri e sofro calada há meses, porque eu não podia contar pra ninguém. Infelizmente nem todo mundo que está aqui gosta de mim, ou torce… por isso não contei antes e por isso não queria contar depois também. E eu só estou vindo aqui falar sobre, porque uma pessoa maldosa que se dizia amiga, tentou contar sobre esse assunto de forma totalmente desrespeitosa. Um assunto que cabe a mim decidir se compartilhava ou não com vocês. Por que tem pessoas assim no mundo?”, questionou.