PROCESSO JUDICIAL

Ricky Martin nega acusação de violência doméstica

O cantor é alvo de uma ordem de restrição e não pode se aproximar do autor do processo

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

Ricky Martin recorreu às redes sociais para negar uma acusação de violência doméstica. Através de um comunicado, ele diz que as alegações contidas em um mandado de segurança são infundadas. O cantor porto-riquenho, cujo nome de bastismo é Enrique José Martin Morales, tem uma ordem de restrição válida até 21 de julho e não pode se aproximar da suposta vítima, que não teve a identidade revelada.

“O mandado de segurança impetrado contra mim baseia-se em alegações totalmente falsas, por isso enfrentarei o processo com a responsabilidade que me caracteriza”, escreveu o cantor no Twitter.

Ele finaliza dizendo que não pode dar maiores detalhes sobre o caso. “Por se tratar de uma questão judicial em andamento, não posso fazer manifestações particulares. Agradeço as inúmeras demonstrações de solidariedade e recebê-los com todo meu coração”, finaliza.

A identidade do autor da queixa é mantida em segredo conforme a lei local. O jornal local El Vocero disse que seria uma pessoa com quem Ricky manteve uma relação por sete meses.

Ainda segundo o “El Vocero”, o cantor teria se recusado a aceitar o término da relação, sendo visto por perto da casa do acusador em três ocasiões. Com isso, o denunciante teme por sua segurança. 

De acordo com a agência Associated Press, a ordem foi assinada na sexta-feira (1º) e as autoridades visitaram um bairro nobre em Dorado, cidade na costa norte da ilha onde o cantor mora, para tentar o cumprimento. 

Segundo o porta-voz da polícia,  Axel Valencia, Martin está proibido de entrar em contato ou ligar para o autor do processo. Um juiz determinará, posteriormente, em uma audiência se a ordem deve permanecer em vigor ou ser retirada.