Fechar

EXCLUSIVO Sindicato dos Artistas do Rio se manifesta sobre cantoras gospel no elenco de filme

Bruna Karla e Marine Friessen atuam no longa ‘Código do Armagedom’, que tem estreia prevista para o segundo semestre deste ano

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Após a polêmica escalação de Jade Picon para a novela ‘Travessia’, esta colunista também tem estado de olho em várias pessoas que não têm registro profissional, mas que estão atuando por aí. É o caso das cantoras Bruna Karla e Marine Friessen, que fazem parte do elenco do filme ‘Código do Armagedom’, previsto para estreia nos cinemas no segundo semestre deste ano.

Hugo Gross, presidente do Sindicato dos Artistas do Rio (SATEDRJ), voltou a falar sobre aqueles que não tem DRT e criticou quem escolhe essas pessoas para atuar. “Pra que uma pessoa quer pegar um cantor ou uma cantora pra protagonizar um filme, uma novela ou um seriado? Isso não existe. Um país onde a cultura está sendo difícil de acesso… Será que a categoria não entende que a gente tem que se unir e não permitir que isso aconteça? Pra dar chance pra tantos atores que sempre querem um lugar ao sol pra poder trabalhar com dignidade, pra pagar suas contas”, falou.

Gross reforçou que, durante a gestão dele no sindicato, haverá luta para que quem não tem registro, não trabalhe. “Mais uma vez vem as pessoas querendo burlar a lei, que é realmente banalizar a carreira do artista, do ator. O Sindicato dos Artistas, na minha gestão, não vai permitir que ninguém trabalhe sem registro profissional, que é o mínimo do mínimo. O sindicato existe pra proteger o trabalhador da arte”, garantiu.

O presidente do SATED explicou que não tem nada contra influenciadores e demais personalidades da mídia, mas vai lutar judicialmente pelo cumprimento da lei. “O sindicato, eu sempre deixo muito claro, não tem nada contra influenciador digital. Nada. Até porque eu sei que eles ganham, e ganham muito bem. A gente tem contra pessoas que querem tomar espaço de quem tem registro profissional e tá batalhando. É simples isso. Não tem registro, não pode trabalhar. Então, o SATED realmente vai entrar na tramitação da lei. Nós temos um jurídico pra fazer cumprir a lei”, explicou.

Continua após a publicidade

Hugo Gross também lembrou que, durante a pandemia da Covid-19, foram os atores e atrizes que levaram afeto aos hospitais. “Na pandemia, a gente teve tantas mortes, tantas crianças em hospitais, e quem ia visitar eram os artistas, era o palhaço que ia levar um pouco de esperança e de afeto. E muitas vezes, esse artista não tinha seguidores. Então, não é justo que ‘os seguidores’ possam ter tanto benefício financeiro e social, e ainda por cima profissional, tomando o espaço de quem não tem tantos seguidores, mas são excelentes atores e atrizes”, finalizou.

O filme ‘Código do Armagedom’ mistura ação, aventura e mistérios em torno das profecias do livro do Apocalipse. A história gira em torno de três irmãos, que têm a vida transformada a partir de uma viagem ao exterior. O roteiro, a direção e a produção são de Daniel Friesen, marido de Marine Friesen que, inclusive, também está no elenco.

Além do casal, também participam os cantores Bruna Karla e Sandro Alcântara, o ex-jogador tetracampeão da Seleção Brasileira Jorginho e, enfim, os atores Felipe Folgosi, Antônio Birman, Arnóbio Oliveira e Luiz Carlos Gonçalves.