Fechar

EXCLUSIVO ‘Só queria salvá-lo’, conta ex-assistente de palco de ‘Amor & Sexo’ sobre morte de turista

Bruno Miranda, o Borat, fica no meio de uma tragédia em Jericoacoara, no Ceará, e ajuda na tentativa de resgate de um afogado

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Ex-assistente de palco do programa ‘Amor & Sexo’, da Globo, Bruno Miranda, o Borat, não esperava presenciar uma tragédia durante a viagem de férias em Jericoacoara, no Ceará, nesta segunda-feira (21). Acompanhado da mulher Mariana Melgaço, ele estava visitando o Buraco Azul, atração localizada na comunidade de Caiçara, quando um homem se afogou no local. Borat foi uma das pessoas que tentaram ajudar os dois salva-vidas no resgate do afogado.

“Eu estava almoçando com a Mariana em um dos restaurantes do local e aí começou um tumulto, um desespero para salvar um rapaz de um afogamento. Eu não pensei duas vezes e fui ajudar. Eu e mais três turistas e na hora, pensei: ‘eu vou salvar esse cara, eu vou retirar esse cara da água. Entrei e depois de um tempo, cheguei a pedir uma boia para recuperar o folêgo por conta da exaustão. Respirei e voltei a procurá-lo no água. Eu só queria salvá-lo”, contou Borat à coluna nesta terça-feira (22). O casal ainda permanece na cidade turística cearense.

“Mergulhei em vários pontos diferentes da lagoa e ia tentando organizar as outras pessoas para poder fazer um arrastão e achar a pessoa, ajudar a achar a pessoa afogada. Subi e desci quatro metros direto umas 20 vezes e aí teve um momento que minha perna não aguentou mais. O meu corpo não aguentou. Nadei até próximo a escada para pedir alguém para entrar no meu lugar e mesmo do lado de fora, eu tentava fazer alguma coisa”, explicou o também empresário.

Bruno teve a ideia de procurar uma rede de pesca para facilitar nas buscas, mas não havia nenhuma rede por perto nem cilindros de oxigênio disponíveis para um resgate. Foram 30 minutos de desespero até que o rapaz foi encontrado no fundo. “O mais chocante ainda é que não tinha sequer uma ambulância de prontidão. É um local que não tem a menor infraestrutura para operar turisticamente”, decretou o ex-assistente de palco da Globo.

Continua após a publicidade

Segundo o jornal O Povo, do Ceará, a vítima foi identificada como o técnico de manutenção de equipamentos Uilgner dos Santos Rodrigues, de São Paulo, e que estava curtindo as férias no Ceará. Ele chegou a ser encaminhado em um helicóptero particular até um posto de saúde na localidade do Preá e, posteriormente, para a Unidade de pronto Atendimento (UPA) de Jericoacoara, mas não resistiu.

Ainda de acordo com a matéria, o helicóptero que levou a vítima é de uma empresa particular de táxi aéreo, a Jeri Voos Panorâmicos, que informou que os funcionários teriam sido obrigados a realizar o transporte da vítima por causa da reação dos populares. Os turistas que estavam no local se revoltaram com a falta de socorro e criaram uma grande confusão no local. Eles reclamaram da demora no resgate e falta de estrutura.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS-CE) informou que equipes do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionadas para a ocorrência de óbito por afogamento. “A vítima foi socorrida por terceiros e encaminhada para uma unidade de saúde, mas não resistiu. O caso vai ser acompanhado pela Delegacia Municipal de Cruz, unidade da PC-CE responsável pela região”, disse o orgão na nota.