DESABAFO

Tiago Leifert diz que câncer da filha aumentou a sua fé: ‘Acredito em Deus muito mais agora’

Lua foi diagnosticada no ano passado com retinoblastoma, que afeta a região ocular

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

Tiago Leifert voltou a falar sobre o câncer da filha, Lua, em entrevista para Rica Perrone. O apresentador revela que teve que aprender a administrar os sentimentos para lidar com o momento desafiador.

Lua, de 1 ano e 7 meses, é fruto da união de Tiago com Daiana Garbin. A pequena foi diagnosticada no ano passado com retinoblastoma, um tipo raro de câncer que afeta a região ocular. Perguntado sobre o que este momento difícil lhe ensinou, ele falou sobre ansiedade. 

“Eu era uma pessoa muito mais ansiosa, e o câncer é uma masterclass em calma. Porque às vezes você não enxerga nada além de um mês, às vezes três semanas, e os médicos falam isso claro para você. Aprendi que não dava para fazer plano. E essa ansiedade que seria fatal para muita gente, você aprende a lidar com ela. E outra coisa é que “por que eu?”, mas por que não eu?”, pondera.  

Apesar de tudo isso, ele não perdeu a fé e que acredita que Lua será curada. “Eu só rezava para minha filha e meus sobrinhos, para que nada aconteça com eles. Em mim, neles não. E mesmo assim aconteceu. Sabe por que? Porque é aleatório. Acredito em Deus muito mais agora, tenho fé monstra na cura da minha filha, mas quando ele criou isso aqui, não criou ninguém especial e imune, e eu não sou diferente de ninguém. Todo mundo tem uma pedra para carregar – essa é a minha”, desabafa.

Leifert acredita que o diagnóstico precoce da doença de Lua foi essencial. “E eu tive a imensa sorte de ter descoberto a doença, senão ela tinha morrido. Porque o câncer não vem para fazer carinho, ele vem para matar o hospedeiro”, disse na entrevista.

Ele continua: “Então, hoje eu olho para trás e tenho uma sorte do cacete porque descobri. Porque mais cedo ou mais tarde você está andando na rua e um carro cai na sua cabeça e você morre, é completamente aleatório”.

O apresentador afirma que ficou mal quando soube do câncer, mas que agora é uma pessoa mais otimista do que antes. “Fiquei muito chateado, mas sou muito prático. Sabia exatamente qual era o diagnóstico que eu queria ouvir no dia seguinte: que não tem metástase. Fiquei muito puto no começo, questionei minha fé no começo, mas quando você bota sua cabeça no lugar, tenho ainda mais fé. E digo mais: eu era uma pessoa mais pessimista e hoje eu sou mais otimista. Posso dar a razão matemática por isso. Só consigo planejar minha vida por três semanas. Hoje estou gravando com você e o exame é depois de amanhã. Pode chegar depois e o médico dizer que deu errado o tratamento e vamos ter que tirar o olho dela ou que deu uma metástase e vamos ter que começar de novo, uma porrada. Se eu ficar pensando o tempo inteiro que vou ouvir isso, vou sofrer por três semanas. Agora, se eu for otimista, partir do princípio que está curado e vamos para cima, pelo menos vou ter três semanas de total tranquilidade. ‘Ah, mas você vai tomar uma rasteira que vai doer muito’, mas eu já tive a rasteira e aprendi que dói igual”.

Neste sábado (9), através do seu Instagram, Tiago compartilhou um vídeo com um trecho da entrevista e agradeceu a equipe médica que cuida de sua pequena.

“Eu, Dai e Lua somos muito gratos a essesprofissionais, especialmente à Dra Carla Macedo e ao Dr Luiz Fernando Teixeira, nem sabemos como agradecer por tudo. Aprendemos muito com eles e com as equipes que tivemos contato nesses últimos 9 meses. Na entrevista ao Rica, contei um pouco sobre a nossa experiência. Feliz dia aos nossos Anjos”, legendou.