Fechar
gravou vídeo!

Tiago Leifert se pronuncia após ser detonado por falas sobre política

Sem citar nomes, o apresentador disparou: ‘acham que vieram de cima para iluminar seres inferiores como eu e vocês’

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Tiago Leifert publicou um vídeo em seu Instagram, nesta terça-feira (7), para se pronunciar sobre as polêmicas em que se envolveu nos últimos dias, ao falar de política. Em uma delas, o apresentador disse que não votaria nem em Lula e nem em Bolsonaro, no segundo turno das eleições. O pai de Lua chegou a trocar farpas com o Felipe Neto após alguns comentários que não agradaram o influenciador.

“Minha vida virtual não está muito legal. Desde sexta-feira tem sido bem chata, quando saiu uma entrevista minha em um podcast, ‘Cara a Tapa’. A minha vida real está absolutamente normal, nada aconteceu, como sempre, muito diferente da vida virtual, dessa bolha. Então, nesse ambiente aqui, talvez, seja interessante eu dizer algumas coisas para as pessoas novas que apareceram nessa conta para me xingar, por exemplo, e que não me conhecem direito”, começou dizendo Leifert, em um vídeo de quase sete minutos.

Ele continuou: “Eu dei três entrevistas nos últimos dias. Quem quiser assistir, está disponível na internet para quem tiver interesse”, disse o apresentador, que completou dizendo que muitas vezes as manchetes das notícias e os cortes dos vídeos distorcem a realidade do que realmente aconteceu.

Tiago Leifert, então, falou sobre os xingamentos que anda recebendo nas redes sociais. “Eu cometi um erro grave, que foi falar como eu penso politicamente. Falei o que vou fazer em caso de segundo turno entre os dois candidatos que estão em primeiro lugar nas pesquisas e disse que não voto em nenhum dos dois. Só isso que eu falei. E aí, o que aconteceu foi que desde então eu fui chamado de ‘covarde’, ‘imbecil’, ‘burro’, falaram que eu não sei nada sobre a vida, que preciso aprender…”, contou.

Continua após a publicidade

Sem citar o nome de Felipe Neto, o apresentador criticou a posição de pessoas que possuem muitos seguidores na web e, por isso, se acham os donos da verdade. “Por que eu não posso falar o que eu penso? Por que ao dizer o que eu penso, eu sou xingado? Uma coisa que me incomoda muito é o tom ‘professoral’, que são essas pessoas aqui da internet que, por terem um número alto de seguidores ou por escreverem para um portal grande ou um jornal importante, se acham enviadas do céu. Acham que vieram de cima para iluminar seres inferiores como eu e vocês”, falou em tom debochado.

E continuou: “Essas pessoas acham que vem para nos instruir, para ensinar para nós como devemos pensar e o que fazer. Todas as críticas vieram nesse tom ‘professoral’: ‘você não sabe nada, eu sei tudo, deixa que eu te ensino. E e vou falar porque você é imbecil e burro e porque eu acho que você deve votar em quem eu acho que você deve votar'”.

Leifert seguiu dizendo que esse comportamento não tem nada a ver com democracia. “Olha que coisa curiosa. As pessoas que vieram defender a democracia nas minhas contas, elas são as primeiras a dizer que você é um ‘imbecil’ e um ‘idiota’ porque você pensa diferente delas. E falam: ‘você deve votar em quem eu acho que você deve votar, você tem que concordar comigo’. Na minha cabeça, isso é a coisa mais anti-democrática do mundo. Fiquei até surpreso. Falei: ‘ué, a pessoa defende a democracia e é incapaz de conviver com uma pessoa que pensa diferente dela? E acha que está defendendo a democracia?'”, questionou.

O apresentador comparou os críticos da internet à uma espécie de ‘polícia virtual dos costumes’. “Pareceu uma polícia virtual dos costumes que fica com um cacetete na mão esperando alguém discordar. Te humilha, te xinga só porque você pensa diferente dela. Se quiserem convencer outra pessoa, tem que ser através do debate, da conversa, e não fazendo o que fizeram comigo nos últimos dias”, disse ele.

Antes de finalizar, Tiago Leifert mandou um recado para as pessoas da internet, mas sem citar nomes. “É por causa disso, dessa forma que as coisas estão sendo conduzidas nessa bolha, que o país esta dividido. Vocês só ajudam a piorar a situação. Não vou falar o nome de vocês, porque não quero fazer como vocês fizeram, atacando o argumentador. O que vocês disseram nos últimos dias é a coisa mais anti-democrática da face da terra”, completou ele.