Fechar
Revelação surpreendente

Xuxa revela nome de diretor que a assediou no início da carreira

A apresentadora ainda conta que anos depois se recusou a trabalhar com o profissional na Globo

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Xuxa Meneghel nunca escondeu que recebeu várias propostas indecentes no início da carreira, mas sempre evitou expor os autores dos convites. Pois bem. A apresentadora surpreendeu ao abrir o jogo sobre um episódio de assédio sexual e revelou a identidade de um dos diretores mais famosos entre a década de 70 e 80: Paulo Araújo.

“Eu tinha 17 anos e trabalhava como figurante do ‘Planeta dos Homens'[ da Globo]. As meninas eram um tipo de cenário, elas ficavam de biquíni e salto alto no palco fazendo figuração mesmo e, raramente, alguém tinha uma fala. Eu era uma dessas meninas. Só que um cara lá vinha com um papel para assinar. Ele gritava: ‘Menor ?’. Eu levantava o dedo porque eu era menor de idade, tinha 17 anos, e eu tinha que assinar”, começou a mãe de Sasha, que prosseguiu no relato.

“Tinha um diretor do programa chamado Paulo, que foi o Agostinho da primeira versão da ‘Grande Família, e ele perguntava: ‘Vai sair comigo, menor?”. Eu balançava a cabeça negando o convite e ele me mandava pra casa. Ele fez isso algumas vezes e até que um dia, ele chegou perto e falou. “Se não for sair comigo, não precisa nem voltar, Menor!”. Eu saí e não voltei mais”, contou em entrevista ao podcast Papagaio Falante, de Sérgio Mallandro.

Mas, os dois ainda tiveram um encontro mais para frente e Xuxa relembrou da saia justa que os dois protagonizaram quando ela foi contratada pela Globo, em 1986, logo depois do sucesso na extinta Manchete. “Entrei na sala do diretor Mário Lúcio Vaz e tinham quatro diretores sentados em um sofá. Ele me disse que eu poderia escolher as figurinistas, os maquiadores, enfim, toda a equipe e, inclusive, o diretor. Um deles era o Paulo. Eu disse. “Oi, Paulo! Você pode perguntar o meu nome?. Ele ficou sem graça e não entendeu direito. Repeti para ele perguntar o meu nome e quando ele perguntou, respondi. ‘A Menor e você eu não quero”, afirmou Xuxa.

Continua após a publicidade

Ela ainda assumiu que não falou o motivo da recusa na emissora na época, mas, hoje, faz questão de contar sobre o episódio. “Quero que as pessoas saibam que existem mulheres e homens que acreditam que se não fizerem uma determinada coisa que não queiram, elas não vão conseguir sobreviver ou conviver nesse mundo”, destacou Xuxa.

Paulo Araújo ainda está vivo e com 89 anos. Ele começou a carreira em 1957 no filme ‘Rebelião em Vila Rica’. Trabalhou em novelas como ‘O Sheik de Agadir’ (1966), ‘A Ponte dos Suspiros’ (1969, ‘Irmãos Coragem’, (1970 ), ‘Bicho do Mato'(1972) ‘ e ‘A Grande Família’, todas produções da Globo. Depois, ele passou a ser diretor da linha de shows dos programas humorísticos da casa e o último trabalho foi em ‘Os Trapalhões’ na metade dos anos 80.

Na entrevista, Xuxa também revelou que pediu para oAyrton Senna usar capacete em um momento de intimidade do casal, que ficou junto entre 1988 e 1989. O tricampeão de Fórmula 1 pediu para que ela cantasse a música “Quem quer pão?” na cama e na hora H. Quando me relacionei com o Beco, contei como uma coisa engraçada. Só que na hora que a gente foi ficar junto, ele começou a puxar meu cabelo, como se fosse uma chuca, para cima. Eu falei para ele: ‘você quer ficar com a Xuxa da televisão, com chuquinha, com bota. Não tem problema. Eu boto a bota, a chuquinha, e você bota o capacete?’. Foi para pagar com a mesma moeda. Na hora que ele foi, eu fiz ‘tananam, tananam’ [cantando o ‘Tema da Vitória’]”, entregou a apresentadora, que ainda assumiu ter ‘pisado na bola’ com Beco.

“Eu pisei muito na bola com ele. Na realidade, foi tudo uma preparação para hoje eu ter o Junno e não errar de novo. Se eu tivesse o Junno com 20 anos, como foi com o Beco, eu não teria dado valor. A primeira perda grande da minha vida foi quando o Ayrton se foi. Eu sempre achei que o mundo ia dar voltas, a gente ia se encontrar, eu ia falar tudo que eu queria falar, eu ia dizer coisas que eu não disse, eu ia pedir desculpa. Depois, eu vi que, ou você fala agora, faz agora, porque não existe o amanhã. Ali foi um grande aprendizado. Eu soube o que é perder alguém que me importava muito.”, concluiu Xuxa.