Fechar
Vish...

Adnet abre queixa-crime contra Mário Frias por difamação e injúria

Humorista não gostou de postagem do político em resposta a uma paródia que Adnet havia feito sobre o secretário

Aline TorresRepórter do EM OFF

O humorista Marcelo Adnet resolveu abrir uma queixa-crime contra o Secretário Nacional de Cultura do governo Bolsonaro, Mário Frias, sob alegação de difamação e injúria. O artista deu entrada no processo no dia 3 de março.

Segundo o jornal O Globo, Adnet decidiu entrar com a ação após o político desferir ataques ao humorista por meio das redes sociais. O processo foi distribuído no início de março (03) pelo TJRJ (Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro), por meio da 42ª Vara Criminal e ainda não há decisão.

A defesa do humorista pediu indenização e o secretário Mários Frias não se manifestou sobre o assunto. A advogada de Adnet, Maíra Fernandes, deu detalhes sobre o caso em entrevista:

“Mário Frias extrapolou sua liberdade de expressão ao ofender ostensiva e pessoalmente Marcelo Adnet com xingamentos que afrontam a honra do humorista. As injúrias e difamações da postagem são inaceitáveis, especialmente quando vindas de alguém que deveria prezar pela moralidade, o decoro e a ética em razão de seu cargo”, disse a advogada.

Entenda o caso

Em setembro de 2020, Adnet fez uma postagem sobre um pronunciamento que Frias havia feito durante uma interação no Museu do Senado, em Brasília. O humorista fez uma paródia, imitando Frias, com se ele não soubesse do se tratavam as peças do museu.

Na postagem que Frias fez, chamou Adnet de “criatura imunda”, “garoto frouxo e sem futuro” e “Judas”. Veja as postagens a seguir:

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo