ABRIU O JOGO

Ana Maria revela segredos do ‘Mais Você’ e desabafa sobre aposentadoria

Em entrevista, a apresentadora da TV Globo diz que só sai da televisão quando estiver "gagá"

Danilo Reenlsober
Repórter do EM OFF

Prestes a assumir uma nova fase à frente do “Mais Você”, que passará a ser exibido um pouco mais tarde, ocupando o horário do “Encontro” a partir da segunda-feira (4), a apresentadora Ana Maria Braga concedeu uma entrevista ao jornal Folha de São Paulo e revelou informações de bastidores da atração. A loira também falou sobre assuntos polêmicos, como política e aposentadoria.

Numa conversa franca e sem rodeios, a “rainha” das manhãs da TV Globo revelou que dispensa fazer propaganda ou promover produtos que prometem o que ela não pode garantir que aconteça, ou, nas palavras da própria, algum item “que faça aparecer ou desaparecer, crescer ou diminuir qualquer coisa”. Ela disse, ainda, já ter negado ser garota-propaganda de algumas marcas.

“Sempre recebi convites de bancos para comerciais de crédito consignado. Sempre disse que faria, mas só se me deixassem dizer o que isso realmente significa. Ninguém quis. Eles não contam que descontam direto do salário, ou seja, que o cliente não tem a possibilidade de receber para depois pagar. Só este ano me deixaram dizer isso, aí eu fiz”, revelou.

Outra informação de bastidor revelada pela loira na entrevista tem relação com os pratos apresentados no “Mais Você”. Segundo o jornal, a cada 15 dias Ana Maria vai à cozinha, instalada num contêiner alocado no estacionamento da TV Globo em São Paulo, para provar uma dezena de pratos preparados por sua equipe. Os culinaristas mostram suas receitas à apresentadora, que pode pedir mudanças ou até vetar as propostas.

A apresentadora, de 73 anos, ressaltou que mesmo longe do “Bom Dia Brasil, jornalístico que era exibido antes do seu programa, vai continuar debatendo assuntos importantes do dia a dia no “Mais Você”. Não há assunto proibido, porém uma única pauta a loira não discute: política. Ela não declara voto em Jair Bolsonaro (PL) ou Lula (PT).

Desde que estreou na televisão, em 1977, Ana Maria preferiu não tornar públicas suas posições políticas. A única exceção foi em 1998, quando declarou voto em Fernando Henrique Cardoso numa entrevista a Marília Gabriela. “Eu disse que votaria no FHC porque eu acreditava nele. Mas não tiro fotos nem vou a festas com políticos. Os políticos prometem coisas que não tenho certeza se vão cumprir. Não coloco minha credibilidade em risco. Se eu falar, as pessoas acreditam, e nisso posso levar muita gente a quebrar a cara comigo”, disse.

Outro assunto delicado tratado na conversa foi aposentadoria. Ana Maria Braga mantém seu contrato com a TV Globo até 2024, então, tem garantido mais dois anos no ar. Mesmo assim, não pretende se afastar da televisão tão cedo. “Eu até teria o que fazer fora da TV, porque tenho outros negócios, como plantações de café e de eucalipto, mas não seria a mesma diversão que sinto no Mais Você”, disse.

“Já tentaram me botar para fora da Globo uma porção de vezes com fake news. Não adianta dizer que não é verdade. Obviamente vai ter o momento que, por juízo, vou ter que parar. Sempre digo que, quando eu começar a ficar gagá, é para me avisarem. Eu sei que não sou uma menina. Não tenho mais 50 anos”, completou a apresentadora queridinha do público.