Fechar
Moderna!

Antonia Fontenelle sabia de ‘ficadas’ de Marcos Paulo durante casamento

“Se ele não fizer com a gente sabendo, vai fazer com a gente não sabendo”, declarou a apresentadora

Lucas CardosoRepórter do EM OFF

A apresentadora e atriz Antonia Fontenelle concedeu uma entrevista descontraída ao canal Bulldog Show no Youtube e chocou os internautas com algumas revelações sobre sua vida pessoal e profissional. A loira também revelou alguns detalhes sobre a época em que foi casada com o ator e diretor da TV Globo, Marcos Paulo.

Ao ser questionada pela entrevistadora Vivy Tenório se seu ex-marido realmente podia ficar com quem quisesse na época em que eram casados, Antonia rasgou o verbo e revelou que sim, contanto que Marcos Paulo avisasse com quem seria. A apresentadora também revelou que chegava a dar pitaco com quem o diretor se relacionava fora do casamento.

“Na época do Marcos Paulo, essa história de que ele podia pegar gente de fora com seu consentimento é real?”, perguntou a entrevistadora. “Desde que ele me avisasse, sim. Combinado não é caro. Se me avisasse, eu olhava quem era, alertava também, porque às vezes a gente vê sinal de perigo. Eu falava ‘ali não querido, senão depois vou me aborrecer’“, declarou.

A loira comentou que depois que essa história veio a público, choveram pretendentes querendo ficar com ela para poder usufruir de sua “flexibilidade” nos relacionamentos. “Todo mundo queria me namorar por causa dessa história, o povo achava que era festa. É que eu não falava que era só uma vez por ano… Achavam que era todo dia! [risos]”.

Continua após a publicidade

Antonia Fontenelle, no entanto, reiterou que se a mulher for muito flexível, o homem acaba perdendo o encanto pela esposa, pois segundo ela, a graça é o perigo. “Mas cara, tem que ser muito evoluída para fazer isso, não tem?”, questionou a entrevistadora. “Mas presta atenção: se ele não fizer com a gente sabendo, vai fazer com a gente não sabendo“.

“[…] Não adianta, homem é homem. E é aí que está o segredo: meninas, quando vocês falam ‘tá bom, amor, não chega muito tarde. Faz o que tem que ser feito e volta logo’, o tesão vai pro espaço. Porque aí não é mais novidade. Eles gostam do perigo, de fazer escondido. Mesmo que você não goste, fala ‘tá bom, amor’. Eles vão perder a graça, porque qual é a graça? É fazer escondido, igual menino arteiro, explicou Antonia Fontenelle.