Fechar
REVOLTANTE

Após flagrante de agressão, DJ Ivis ganha seguidores e revolta internautas

Mesmo após o vídeo que mostra a violência contra a ex-esposa, artista ganhou mais de 200 mil seguidores

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

Imagens divulgadas neste domingo (11) mostram Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, agredindo a ex-mulher na frente da filha e de outras duas pessoas. Após o flagrante da agressão, gravada por meio de câmeras de segurança, o artista ganhou milhares de seguidores no Instagram, o que revoltou parte da internet.

O vídeo da agressão foi divulgada por Pamella Holanda, ex-esposa de Araújo. Ela compartilhou as imagens nas redes sociais e logo elas viralizaram. Nas imagens fortes, é possível ver o artista empurrando e batendo na ex-companheira com socos e tapas. Pamella havia feito um boletim de ocorrência contra o ex-marido há pouco mais de um mês, segundo o portal G1.

Mas mesmo diante o flagrante das agressões, o músico ganhou milhares de seguidores no Instagram. De acordo com o site de análise de dados SocialBlade, no sábado (10), Araújo possuia cerca de 723 mil seguidores na rede social. Na manhã desta segunda-feira (12), após a divulgação das imagens, ele saltou para 924 mil, um ganho de 201 mil seguidores.

Esses números chamam a atenção para outro dado revoltante: o Brasil é um dos país que mais registra casos de agressão contra a mulher em todo o mundo. De acordo com a Band News, o Brasil ocupa o 5º lugar no ranking mundial de violência contra a mulher. Por aqui, uma mulher é assassinada a cada duas horas.

Continua após a publicidade

Além disso, uma em cada quatro mulheres acima de 16 anos afirma ter sofrido algum tipo de violência no último ano no Brasil, segundo pesquisa encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Isso significa que cerca de 17 milhões de mulheres sofreram violência física, psicológica ou sexual no último ano.

Na maioria das vezes, a violência acontece dentro de casa. Uma pesquisa realizada pelo Senado em conjunto com o Observatório da Violência contra a Mulher apontou que, em 2019, 78% dos crimes foram praticados por homens que têm ou tiveram relacionamento amoroso com as vítimas.

Revolta

O ganho de seguidores de DJ Ivis mesmo após o flagrante do crime mostra bem como o agressor, muitas vezes, sai beneficiado pelos atos cometidos. A questão, no entanto, não passou despercebida pelas redes sociais. Muitos internautas chamaram atenção à isso e falaram sobre o assunto em tom de revolta.

O mínimo que eu espero para o Dj Ivis é cadeia, é revoltante ver pessoas no vídeo (um homem) que não faz nada, e foram várias agressões, e o cara ganha mais de 20 mil seguidores. O que é isso gente? Quem segue um lixo desses? Pelo amor de Deus. Cadeia já para esse agressor“, escreveu a funkeira Valesca Popozuda.

Esse tal de Dj Ivis ganhar seguidores só prova que o Brasil não é só um país machista: o brasileiro odeia mulher. Cada uma de nós é uma sobrevivente“, lamentou a roteirista Tatá Lopes.

Nesta segunda-feira, Pamella Holanda falou sobre as agressões. Ela agradeceu o apoio que vem recebendo e disse que se calou por muito tempo. “Por mim e por você minha filha, que é mulher. Que sentia junto comigo antes de nascer a angústia e o medo. Estamos salvas. Estamos salvas!”, disse. Ela também pediu que outras vitimas não se calem diante agressões.