Fechar
fala pegou mal

Após ser acusado de intolerância religiosa, Latino presta depoimento

Cantor foi acusado após colocar culpa em macumba pela morte de seu macaco Twelves e agora teve de depor na Delegacia

Aline TorresRepórter do EM OFF

Latino teve de comparecer nessa quinta-feira (06) à Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância para prestar depoimento após sofrer queixa-crime feita pela Secretaria Municipal da Cidadania, após falas proferidas por ele envolvendo seu macaco, já falecido, Twelves.

O cantor foi acusado de intolerância religiosa após falar sobre o suposto motivo pelo qual o macaco dele teria morrido. Em uma entrevista dada para o podcast Flow no dia 14 de abril, o cantor disse que seu macaco morreu porque fizeram macumba para ele.

Na entrevista para o podcast, Latino afirma que uma médium e um profeta disseram-lhe que fizeram um trabalho de macumba para ele e que o macaco acabou morrendo no lugar dele: “Dizem que foi macumba, né. Os caras falaram que foi macumba. Fizeram um trabalho pra mim e que o macaco foi no meu lugar. Quem conhece o mundo espiritual pode dizer melhor”, disse o canto à época da entrevista.

ele ainda continuou: “Nessa parada de centro espirita, nesse bagulho de macumba, os caras fazem trabalhos pesados para infernizar a vida do outro. E aí fizeram um trabalho, sei lá, de ebó… Sei lá que porra que chama essa merda de ‘macumbaria’. Eu não acredito nessa porra. Ficar falando da vida alheia. A gente vê muito no meio artistico”.

Lembrando que intolerância religiosa é crime, o Código Penal afirma no artigo 208, aplicação de multa e detenção de até um mês para quem escarnecer alguém devido a sua crença ou função religiosa.

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo

Tags Relacionadas: