Fechar
Corajosa!

Blogueira escolhe ter parto no mar e sem assistência médica; veja

Josy Peukert, de 37 anos, teve seu parto no mar com auxílio apenas de seu marido.

Lucas CardosoRepórter do EM OFF

Nos dias atuais, o parto humanizado tem se tornado cada vez mais uma opção entre as mulheres grávidas que preferem dar à luz de forma mais natural ou que são contra aos diversos procedimentos praticados nos hospitais. No entanto, a blogueira Josy Peukert, de 37 anos, decidiu ir um pouquinho além.

A mãe dispensou o uso da banheira com água morna, comumente usada nos partos humanizados, para ter seu bebê dentro do mar e sem qualquer tipo de assistência médica. Segundo informações do site britânico Daily Mail, a moça contou com ajuda apenas do marido, Benni Cornelius, de 42 anos, que registrou todo o momento do parto.

Mãe de quatro filhos, a blogueira contou que queria que seu bebê nascesse sem nenhum tipo de intervenção cirúrgica ou assistência médica, pois acreditava que seu corpo daria conta do recado. “Queria ficar livre de preocupações pelo menos uma vez. […] Depois que Bodhi nasceu e foi embrulhado nas toalhas, voltei ao oceano para me refrescar”, declarou a mãe corajosa.

E se engana quem pensa que Josy sofreu com as águas salgadas do mar enquanto dava à luz. Segundo a blogueira, sentir as contrações enquanto as ondas frescas batiam em suas costas foi uma experiência única. “As ondas tinham o mesmo ritmo das contrações, aquele fluxo suave que me fez sentir muito bem.

Continua após a publicidade

“[…] “Não tinha medos ou preocupações para dar as boas-vindas a uma nova pequena alma em nossas vidas, apenas eu, meu parceiro e as ondas. Foi bonito. A areia vulcânica macia sob mim me lembrou que não há mais nada entre o céu e a terra, apenas a vida. Durante semanas monitorei a maré e, quando chegou a hora certa de dar à luz, sabia que a praia seria segura para nós”, declarou ela.

O “Free Birth” (Parto Livre), que é quando o parto é feito sem qualquer assistência médica, ainda é uma polêmica entre os profissionais da área da saúde, já que em muitos casos, a mãe pode ter complicações mais sérias durante o parto, que pode ocasionar tanto na morte do bebê, como o da própria mãe. No entanto, o caso de Josy Peukert foi um sucesso e o bebê nasceu saudável em fevereiro deste ano.