Fechar
ALERTA GOLPE

Cantora leva golpe envolvendo o nome de Wesley Safadão

O nome de Wesley Safadão e outros famosos está sendo usado no Ceará para enganar pessoas, com o sonho de se tornar cantores profissionais

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

O Cidade Alerta (Record) desta sexta-feira (30), com Luiz Bacci, trouxe o caso de um grupo que cria perfis falsos do cantor Wesley Safadão e do produtor Dudu Borges para enganar músicos com falsas promessas no Ceará. Giselle Café, cantora de 40 anos, é a protagonista da triste história. Cantando há mais de 20 anos em casamentos e festas, Café acusa a antiga parceira Yoná Torres de ter se passado pelo produtor musical.

De acordo com a Bacci, Yoná prometeu a gravação de um DVD para a ex-amiga Giselle Café com a participação especial de Wesley Safadão. Segundo informação da UOL, o delegado Andrade Júnior, responsável pela investigação revelou que a principal suspeita combinou com Giselle Café de receber R$ 20 mil. O valor que Yoná receberia seria enviado para o produtor Dudu Borges.

De acordo com Andrade Júnior, a polícia pode indiciar 4 suspeitos pelo crime de formação de quadrilha, falsificação ideológica e estelionato: “As investigações mostram que era um esquema organizado para enganar os artistas”. Giselle Café procurou Yoná para solicitar uma ajuda na carreira como cantora e faziam parte do mesmo grupo de compositores. Com o sonho de lançar um disco com composições de sua autoria, precisava de um produtor para cuidar da novidade.

“Há muito tempo ela [Yoná] falava que era muito amiga do Dudu, que tinha uma relação com ele ‘de outras vidas’ e que ele devia um favor a ela. Ela dizia pra todo mundo que eles eram muito próximos”, declarou a cantora Giselle Café para o Splash da UOL sobre o golpe que passou com a falsa promessa envolvendo o nome de Wesley Safadão.

Continua após a publicidade

Giselle Café revelou durante a entrevista que não esperava a traição por parte da suposta amiga: “Eu realmente não desconfiei. A Yoná era muito minha amiga, eu dizia que ela era um presente de Deus. A gente não desconfia de amigos. Além do mais, ela é servidora pública, você não imagina que pessoas assim vão fazer isso”.

O delegado Andrade Júnior da DDF, contou que Yoná disse que tinha um vínculo de amizade forte com o produtor Dudu: “Ela diz que tinha um relacionamento de amizade muito forte com o produtor Dudu Borges a ponto de emprestar mais de R$ 200 mil a ele, mas não consegue apresentar os comprovantes desse empréstimo”.

Segundo o Splash UOL e de acordo com a polícia, Yoná teria entrado em contato com outros compositores também que eram conhecidos da artista Giselle Café, para investir no projeto da cantora. R$ 87 mil foram transferidos a pedido da principal suspeita. O sonho da vítima foi destruído com a mentira: “Eu sonhei tanto com isso, sonhava com o Luan e com o Padre Fábio cantando comigo. Eu acreditei mesmo, parecia que eu estava vivendo um sonho”.

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo

Tags Relacionadas: