Fechar
Falou tudo"

Carlinhos Maia admite que ganha mais do que merece

O humorista respondeu questões sobre cancelamento e polêmicas envolvendo seu casamento com Lucas Guimarães

Aline TorresRepórter do EM OFF

Em entrevista para a coluna de Fábia Oliveira do Jornal O Dia, o humorista e influencer Carlinhos Maia contou que apesar de ser ambicioso, não esperava chegar onde está e, que o amor de quem é próximo a ele é a sua maior riqueza.

Luiz Carlos Ferreira dos Santos é como está seu nome na certidão de nascimento, mas foi como Carlinhos Maia que despontou no mundo da internet, contando histórias e mostrando a realidade do vilarejo em que cresceu em Penedo, no estado de Alagoas.

Na entrevista, Carlinhos falou sobre preconceito, a política do cancelamento e sobre crise no casamento com Lucas Guimarães: “Crises acontecem sempre, desde do primeiro ano, mas estamos até hoje juntos”.

Fábia Oliveira perguntou se o humorista imaginava chegar onde estar, se viu isso em seus melhores sonhos. O humorista falou que achava que não e sempre teve expectavivas baixas:

“Acho que não. Apesar de ambição, acho que a gente sempre mantém as expectativas baixas. Jamais imaginaria que iria alcançar tudo isso. Sou muito grato a todos que me ajudaram a chegar até aqui e por nunca ter desistido”, disse.

O famoso Influencer também conta se se considera rico e fala sobre da riqueza de ser amado pelos seus:

“Já era rico antes! Sempre fui muito amado pelos meus, então essa riqueza sempre me bastou pra ser feliz. Quanto ao dinheiro… ganho muito mais que mereço”.

Carlinhos também falou sobre as fofocas envolvendo seu casamento com Lucas Guimarães e sobre as notícias envolvendo a festa de final de ano “Natal da Vila”:

“Fofoqueiro de internet é igual o de rua: a gente passa buzinando enquanto eles dão tchau. Já as críticas… Quando merecemos receber, tem que encarar como natural. São quase 12 anos juntos. Crises acontecem sempre, desde do primeiro ano, mas estamos até hoje juntos, então significa que o amor sempre vence. Já passou (a polêmica sobre o “Natal da Vila”). Seguimos todos os protocolos. A matéria mentirosa de 47 funcionários com Covid-19 só mostra a malícia de gente suja. Isso nunca existiu”.

A jornalista tabém perguntou sobre o que o humorista acha sobre “lugar de fala”, “levantar bandeira” e “política do cancelamento”.

“Se for usar o lugar de fala de alguém que seja pra ajudar. Se não, melhor ficar calado. Sobre cancelamento, tenho preguiça e não dou ibope pra essa besteira. Tentam me cancelar direto, mas meu recado é: não se cancela o que não se consome”, disse Carlinhos.