Fechar
RELEMBROU O PASSADO

Cauã Reymond revela que já foi agredido pela mãe na infância

Cauã Reymond disse que usa experiência familiar para melhorar sua relação com a filha

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

O ator Cauã Reymond voltou às novelas das 21h com “Um Lugar ao Sol”, primeiro folhetim da Rede Globo inédito desde o início da pandemia de Covid-19. Na produção, ele vive Christian, homem pobre que assumiu o lugar do irmão gêmeo rico em busca de uma oportunidade na vida. Assim como na ficção, o ator disse que já viveu problemas familiares também na vida real.

Em entrevista à revista Ela, do jornal O Globo, o galã de 41 anos falou sobre a conturbada relação com os pais, a astróloga Denise Reymond, que morreu vítima de um câncer em 2019, e o psicólogo José Marques. “O ambiente da minha casa era muito violento. Minha mãe já quebrou vassoura e duas raquetes em mim! Eu era um menino rebelde“, disse.

O pai da pequena Sofia, de 9 anos, fruto de seu relacionamento com a atriz Grazi Massafera, reforçou que seu pai não era presente. “Tinha muita energia e faltava um pulso masculino. Via o meu pai só duas vezes por ano“, relembrou Cauã, que contou que a família da mãe era pobre, já a do pai era classe média. “Os meus avós paternos foram incríveis: pagavam os meus estudos e faziam mercado“.

Minha mãe não foi carinhosa e meu pai foi ausente, apesar de ter ido morar com ele. Não guardo rancor e abraço toda a minha história. Quando era mais novo, eu não abraçava“, refletiu o ator. “Ele [o pai] era psicólogo, mas em casa não tinha nada de psicologia! Tinha nome na comida na geladeira! Acho que comia tanto que ele precisava demarcar os territórios“, lembrou.

Continua após a publicidade

Justamente por isso, Cauã Reymond disse que procura priorizar o tempo com a filha e se manter sempre presente na vida da pequena. “Tenho guarda compartilhada, de segunda a segunda, uma semana. Poder dar o meu melhor como pai é mais do que quebrar um padrão da minha família, é uma questão de sobrevivência. Eu tenho esse compromisso“, ressaltou.

Hábito peculiar

Apesar dos índices de audiência tímidos, “Um Lugar ao Sol” tem sido muito elogiada pelo público e pela crítica. Em entrevista à coluna da jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, o galã da Globo revelou um comportamento peculiar durante a exibição da novela de Licia Manzo. Principal crítico do seu trabalho, o ator, casado com a modelo e apresentadora Mariana Goldfarb, disse que dificilmente assiste à produção.

Eu às vezes fico na sala ouvindo a Mariana assistir à novela em outro cômodo. Ela gosta bastante de ver. É uma ótima parceira e me dá um termômetro interessante do que acha“, explicou Cauã Reymond. O famoso também comentou que gosta de receber o carinho e os elogios do público e que fica feliz que o folhetim esteja sendo bem recebido pelos telespectadores.

“O pessoal gostou? Eu fico feliz. Mas gosto mais dos comentários que fazem quando encontro nas ruas, o comentário ao vivo, fora do celular, do computador… ‘Ô, Cauã! Adorei a novela’. Fui ao ‘Caldeirão’ e lá tinha um monte de gente falando isso. Estamos tomando os cuidados ao reencontrar as pessoas, mas isso é uma das coisas mais legais: o calor humano, ainda que de máscara, com todos os protocolos testados. Sou um cara que gosto de ver no olho das pessoas“.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff