Fechar
'Melhores do Ano'

Cientista Atila manda recado após perder prêmio para Juliette Freire

Concorreu com a ex-BBB na categoria “Personalidade Digital”, o ator Ary Fontoura e o doutor em ciência Atila Iamarino

Nayara VieiraRepórter do EM OFF

A ex-BBB Juliette Freire foi prestigiada no “Melhores do Ano” durante o Domingão do Huck, na Rede Globo. Ela foi vencedora na categoria “Personalidade Digital”, onde concorriam o ator Ary Fontoura e o doutor em ciência Atila Iamarino, que após perder o prêmio usou o Twitter para mandar um recado para a influenciadora que se tornou um fenômeno depois do reality show.

“Juliette parabéns pelo prêmio e obrigado pela homenagem no domingo. Não pude participar e aplaudir da platéia pelo melhor motivo do mundo (cuidar do filhote), agradeço pessoalmente em alguma outra oportunidade :)”, escreveu Atila. “E obrigado todo mundo pelos parabéns”, agradeceu ainda na rede social.

Durante seu discurso ao subir no palco do programa dominical, Juliette fez seus agradecimentos. Além disso, a ex-BBB aproveitou para homenagear Atila por seu trabalho que se destacou durante a pandemia. “Atila, por toda contribuição, por nos defender de tanta informação errada nessa pandemia, esclarecer o povo brasileiro tão carente de informação e de tantas outras coisas. Atila, esse troféu também é pra você”, discursou a paraibana.

Em seu perfil do Twitter, Atila esclarece dúvidas sobre diversos assuntos, principalmente envolvendo o coronavírus. “Atila, é verdade que quem tomou as duas doses da coronavac vai ter que tomar mais 2 doses da pfizer, pra garantir imunidade contra a Ômicron?”, perguntou um internauta. “Não. Viram que os anticorpos de quem tomou 2 doses de CoronaVac +1 Pfizer não são suficientes pra neutralizar o vírus no lab. Isso não mediu nem quer dizer que essa pessoa não está mais protegida contra hospitalização ou morte. Está. Assim como quem tomou 2 doses de AZ ou Pfizer”, explicou.

Continua após a publicidade

“Tomei AstraZeneca e PFizer, mas a vacina da pólio demorou quanto tempo pra ser desenvolvida? Quantas doses eram necessárias? Qual o percentual de quem tomou a vacina e contraiu pólio?”, perguntou outro seguidor. “5 anos, deu uma série de problemas quando produziram o 1º lote, incluindo crianças que contraíram pólio e foi o que subiu muito a barra regulatória pra termos as vacinas de hoje. Por isso temos milhões de crianças vacinadas contra COVID e os eventos adversos agora são tranquilos”, respondeu Atila.

Atila Iamarino, de 37 anos, é um biólogo e pesquisador, formado em microbiologia e doutor em virologia. Ele ganhou um grande destaque depois de divulgar vídeos no Youtube de conteúdo científico, curiosidades, história do mundo, dentre vários assuntos, o “Nerdologia“. Sucesso na plataforma, ele já tem 3 milhões de inscritos no canal.

Confira: