Fechar
ASSÉDIO SEXUAL

DJ Diplo é acusado de abuso sexual por fã em festa

O advogado de defesa do artista negou as acusações e disse que o caso se trata de um golpe

Jean TellesRepórter do EM OFF

O DJ Diplo viu seu nome ser envolvido em uma polêmica recentemente ao ser acusado de assédio sexual por uma mulher que não teve sua identidade revelada. A vítima acusa o artista de a ter obrigado a fazer sexo oral nele e ainda filmar o ato. As informações foram divulgadas pelo portal TMZ. 

O site norte-americano informou detalhes do caso. Segundo a publicação, o assédio teria acontecido durante uma festa em 2019. A mulher informou que foi acompanhada de amigos até um apartamento do DJ e que todos estavam completamente alcoolizados.  

Ela e os amigos ficaram ainda mais desnorteados ao serem oferecidas drogas ilícitas e ainda mais bebidas, na qual eles aceitaram. A vítima alega que não estava no seu juízo perfeito na ocasião. 

Em determinado momento, Diplo convidou a mulher para seu quarto e os seguranças do artista expulsaram todos os convidados que estavam no local. O artista inclusive chegou a entrar em luta corporal com um dos amigos da moça que se recusava a sair do local. 

Continua após a publicidade

Ao tentar deixar o cômodo, a mulher alega que foi impedida por Diplo até que fizesse o ato sexual com ele. Se sentindo sem saída, a mulher acabou concordando em fazer o ato, mas alega que só fez o sexo oral no DJ temendo por sua própria vida. 

A defesa do DJ que já fez parceria com Pabllo Vitar e Anitta refutou as acusações e declarou que a história se trata da cópia de um outro caso. Isso porque uma outra mulher já havia processado o artista por assédio sexual e por ter filmado o ato. Diplo foi absolvido da acusação na época: 

Esta queixa é completamente ultrajante, totalmente falsa e ainda assim totalmente previsível, visto que simplesmente repete exatamente a mesma afirmação já feita pela amiga da queixosa, Shelly Auguste”.

Um indivíduo que tem assediado o Sr. Pentz e sua família por mais de um ano e já violou repetidamente a ordem de restrição emitida contra ela”, disse Bryan Freedman, advogado de Diplo. 

E continuou: “Temos provas irrefutáveis de que esta é uma reivindicação completamente sem mérito e iremos apresentá-la a um tribunal o mais rápido possível para pôr fim a esta extorsão pela Sra. Auguste e seus cúmplices de uma vez por todas.”

Tags Relacionadas: