Fechar
Polícia

Dr. Jairinho e esposa são presos pela morte do menino Henry

Padrasto e mãe de Henry foram indiciados pela morte do menino. Polícia cumpriu mandado de prisão na manhã dessa quinta-feira (08)

Aline TorresRepórter do EM OFF

O vereador carioca Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho (Solidariedade) e Monique Medeiros da Costa e Silva, foram presos na manhã dessa quinta-feira (08) em Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, por envolvimento na morte do menino Henry, de 4 anos, filho de Monique.

A polícia já investigava o casal há um mês após Henry morrer de forma suspeita. A perícia concluiu que o padrasto o agredia com frequência e que a mãe sabia disso, pelo menos, desde o dia 12 de fevereiro.

Além disso, a investigação apontou que o médico dava chutes e pancadas na cabeça do menino, que acabou falecendo no dia 8 de março. Os policiais também concluíram que o vereador, a mãe e a babá de Henry teriam mentido sobre a relação da família ser harmoniosa.

Segundo o jornal O Globo, peritos afirmaram que os ferimentos que Henry apresentava não condiziam com acidentes domésticos. O laudo de necropsia apontou que o menino teve hemorragia interna e laceração hepática, provocada por ação contundente, e que o corpo da criança apresentava equimoses, hematomas, edemas e contusões.

Uma das testemunhas é ex-namorada do médico. Em depoimento, ela afirmou que ela e a filha foram agredidas por Jairinho. Ao cumprir os mandados de prisão, o casal não estava na casa que frequentavam nos últimos dias e que a polícia estava monitorando, e sim na casa de uma assessora do vereador.

Henry e a mãe Monique Medeiros (Reprodução Instagram)

Tags Relacionadas: