Fechar
Deu ruim!

Emicida e Iza se recusam a cantar tema de abertura de nova novela; entenda

“Cara e Coragem”, próxima novela das sete, está com estreia prevista para o dia 30 de maio

Lucas CardosoRepórter do EM OFF

Faltando pouco mais de duas semanas para a estreia da nova novela da Rede Globo, “Cara e Coragem”, a emissora dos Marinho está correndo contra o tempo para encontrar novos intérpretes para cantar o tema de abertura do próximo folhetim das sete, já que o rapper Emicida e a cantora Iza recusaram o convite de participar da canção.

Segundo a coluna da Patrícia Kogut, do jornal O Globo, o motivo dos artistas terem recusado o convite para dar voz à “Vida Louca, Vida” se deve ao fato da canção ter sido escrita por Lobão, com quem o rapper e a cantora possuem diversas divergências políticas. Além de Lobão, a canção também foi escrita pelo poeta Bernardo Vilhena.

Descrita como uma comédia romântica de ação por Natalia Grimberg, diretora artística da trama, “Cara e Coragem” terá nomes de peso como protagonistas no núcleo principal, como: Taís Araújo (Clarice Gusmão), Paolla Oliveira (Pat), Marcelo Serrado (Moa) e Paulo Lessa (Ítalo). A nova trama das sete, que está com previsão de estreia para 30 de maio, é escrita por Claudia Souto.

Em entrevista, a autora comentou um pouco mais sobre o enredo da trama. “O universo da novela é o dos dublês, mas a temática é a da coragem em todos os campos das nossas vidas. Desde a micro coragem, como romper uma relação na sua vida particular, a coragem para mudar de emprego; até a macro coragem que é fazer do risco a sua profissão, no caso dos dublês“, declarou.

Continua após a publicidade

Nomes conhecidos pelo público integram o time dos antagonistas, os famosos vilões da trama. O ator Ícaro Silva e a atriz Mel Lisboa interpretarão Leonardo e Regina, respectivamente. Amantes e ambiciosos, os personagens farão o que for necessário para encontrar uma fórmula perdida, feita por Clarice (Taís Araújo). Ricardo Pereira também integra o time dos vilões.

“Cara e Coragem” substituirá “Quanto Mais Vida, Melhor!”, que mesmo com nomes consagrados na trama como Giovanna Antonelli, Vladimir Brichta, Valentina Herszage e Mateus Solano, não conseguiu atrair a atenção do público e diversas vezes amargou em audiência, beirando os 20 pontos no ibope, contrariando as expectativas da direção da novela, que teve como diretor geral Pedro Brenelli e Allan Fiterman como diretor artístico.