Fechar
Desabafou

Ex-bailarina do Faustão fala sobre cobranças dos produtores do programa

Kamilla Covas falou sobre bastidores do Domingão do Faustão e sobre cobranças com o corpo

Aline TorresRepórter do EM OFF

Kamilla Covas, que trabalhou ao lado de Faustão durante cinco anos, revelou que se sentia cobrada em relação a beleza e negou que tenha sido demitida por que estaria acima do peso. Ela ainda contou que acredita que o ex-patrão será um sucesso na tela da Band. Em entrevista para o Na Telinha, ela falou também sobre os bastidores do programa dominical.

A moça saiu do balé do Domingão em 2014 por causa de uma reformulação feita para dar rostos novos à atração. No entanto, ela diz guardar boas lembranças do programa. Kamilla ainda lamenta a saída repentina do apresentador após 32 anos, sem direito a nenhuma homenagem:

“Achei injusto da parte da Globo de o Faustão sair sem se despedir ou fazer algum quadro porque ele é uma estrela e agora vai brilhar na Band. Não teve nenhum programa para se despedir, falar com o público, a Globo não deu essa oportunidade. Fico imaginando como vão ser os domingos sem o Faustão, ele é uma lenda na Globo. Ele vai brilhar muito mais na Band” , disse.

A ex-bailarina ainda contou que Fausto Silva sempre teve uma boa relação com as meninas do balé e que ele fazia questão e se orgulhava de falar que as moças também faziam faculdade, além de dançar ao vivo todos os domingos:

“O lado bom de ser bailarina é trabalhar ao lado de um grande chefe da televisão, a gente aprende muita coisa com o Faustão, como é se virar nos 30 mesmo ao vivo. Se você errou um passo, todo mundo vai ver, se o Faustão falar alguma besteira, está ali. A gente aprendeu a se virar”, relatou.

Kamilla entrou para o balé do Domingão após ser vista por um produtor do programa enquanto era figurante da primeira fileira da plateia do programa. Ela recebeu o convite em 2008 e fez os devidos testes, conseguindo uma vaga no disputado balé:

“Não sou bailarina formada, na minha época isso não era exigido. Tinha que saber dançar, pegar as coreografias e ser simpática diante das câmeras. A linha de frente da plateia era formada por modelos, o coreógrafo sentou do meu lado e passou o e-mail dele. Fiz algumas fotos, mandei, ele me chamou para fazer o teste. Fiz três testes e só no terceiro que passei”.

Ela ainda contou sobre a demissão dela e de mais dez bailarinas, além de negar que foi demitida devido ao seu peso, após ter, supostamente, engordado.

“Eles falaram que era renovação do quadro porque tinham que ter caras novas. Na época até saiu na mídia que fui mandada embora porque estava gorda, mas era mentira. A direção falou para mim que era renovação do quadro, até porque eu não estava nem gorda. Chegava final do ano, a gente ficava apreensiva com a demissões. Teve um dia que a minha hora chegou”, revelou.

A ex-bailarina ainda contou sobre as cobranças que sofria com a aparência e disse que se viu forçada a sorrir em momentos em que não se sentia bem: “Se você trabalha com imagem, tem que estar sempre com as unhas feitas, cabelo bem arrumado, não ficar acima do peso, era um quesito sim do programa. No Faustão, a pessoa tinha que sorrir, estar em forma, tinha que saber dançar, ser apresentável às câmeras”, confessou.

Kamilla ainda disse que tem mais lembranças boas do que negativas do tempo em que trabalhou na Globo: “Para mim acho que não teve lado ruim, era concorrido, tinha um grupinho de bailarinas, tinha fofoquinha, era normal, todo emprego tem esse grupinho, onde você se adéqua mais ou não, tem esses burburinhos“.

Ela finalizou falando sobre a necessidade de sorrir em frente às câmeras quando não estava no clima e sobre conviver com mais 32 mulheres: “Têm dias que a gente não estava bem, tinha TPM, imagina trabalhar com 32 mulheres, e metade com TPM?  Não é fácil, tem que ter um remelexo”.

“Já aconteceu comigo de estar com TPM e ter que estar lá sorrindo, mas, é o nosso trabalho, a gente foi contratada para isso, para passar simpatia e alegria para o público de casa. Mesmo passando por um momento triste, a gente tinha que estar ali sorrindo”, finalizou.

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo