Fechar
Preconceito

Ex-BBB Natália Deodato é acusada de roubo em hotel

Ex-BBB foi acusada de roubo por um hóspede do hotel em que está hospedada em Cancún, no México

Aline TorresRepórter do EM OFF

Natália Deodato passou por um susto durante a viagem que está fazendo a Cancún, cidade paradisíaca do México. A ex-participante do “Big Brother Brasil 22” está no local para curtir e descansar com amigos. No entanto, uma situação humilhante deixou a ex-sister abalada e sem clima para curtição.

A modelo fez uma série de stories para explicar o caso e chegou até mesmo a se emocionar contando o relato. Natália afirmou que, por causa de um mal-entendido, foi acusada de roubo por um dos hóspedes do hotel em que está hospedada e que, por causa disso, ficou muito nervosa e tremendo ao tentar se defender:

“Eu estava no saguão e tinha uma bolsa jogada no canto sem ninguém. E eu peguei a bolsa com a pontinha do dedo e fui levar para o rapaz da recepção, para caso alguém procurasse. Quando eu cheguei lá tinha um moço e ele começou a gritar falando em outra língua. Eu deixei a bolsa, disse que estava jogada no chão sem ninguém e entreguei”, começou Natália.

Em seguida, a ex-BBB22 afirmou que o homem começou a falar alto com ela na frente de todos que presenciaram a cena: “Ele me disse que era o dono e começou a gritar comigo. E o pior de tudo: porque eu sou preta, ele falou que eu tinha pegado. Como se eu precisasse pegar as coisas de alguém!”, continuou.

Continua após a publicidade

“O cara do hotel ficou super constrangido, e eu falei: ‘Moço, pode abrir, pode ver se sumiu alguma coisa’. Ele abriu e viu que não tinha sumido nada e mesmo assim continuou me acusando. Eu falei: ‘Moço, pelo amor de Deus!’. E comecei a tremer. Nunca precisei passar por isso”, relatou a modelo em seu desabafo postado das redes sociais.

Logo após contar o caso do roubo que não aconteceu, Natália lembrou de outra situação, dessa vez, envolvendo um restaurante do mesmo hotel: “No dia em que a gente chegou, a gente foi proibido de entrar no restaurante porque a gente estava com calça jeans e jaqueta, e não podia. Mas não foi por causa disso!”, disse emocionada.

“A gente pediu uma mesa, e eles não deixaram a gente sentar na mesa que a gente queria, colocaram a gente em outra mesa. Então assim, é foda, cara, muito foda!”, explicou a modelo, demonstrando estar abalado com a situação vexatória e preconceituosa na cidade mexicana. Posteriormente, Natália agradeceu os amigos que tentaram acalmá-la:

“Graças a Deus os meninos conseguiram me acalmar um pouco, eu fiquei tremendo. E a gente conseguiu ter o resto do dia em paz e um pouco mais leve”, afirmou aliviada. “É uma situação muito pesada, sabe? E quando a gente fala sobre isso é sempre considerado ‘mimimi’, e não é. São realidades que a gente precisa se posicionar e falar que não é por aí”, finalizou Natália.