Fechar
Vixi!

Ex-BBB Nego Di é acusado de aplicar golpe nas redes sociais

O humorista esclareceu o ocorrido pelas redes sociais nesta terça-feira (14)

Lucas CardosoRepórter do EM OFF

O ex-participante da 21ª temporada de Big Brother Brasil, Nego Di, voltou a se envolver em polêmica. O humorista, que desde que saiu do reality show global se envolveu em diversas confusões, se tornou destaque no telejornal da Record TV, Balanço Geral, após ser acusado de vender produtos eletrônicos pela internet e não entregá-los.

Segundo a reportagem, mais de 25 pessoas que compraram produtos eletrônicos no site “Tá Di Zueira”, do próprio humorista, não receberam os pedidos, que juntos, somam mais de R$ 40 mil. Um dos clientes prejudicados declarou que não imaginava que o site do humorista se tratava de um golpe, uma vez que Nego Di é uma pessoa pública e muito conhecida.

Na web, o humorista se tornou motivo de chacota entre os internautas. Em um dos comentários publicados, uma internauta cutucou: “Enquanto o Nego Di está preocupado com o sotaque da Juliette, está passando no jornal que a loja virtual dele ta dando golpe no povo. Acho melhor ele tomar vergonha na cara e ir resolver os próprios problemas”.

Após a grande repercussão da reportagem, Nego Di resolveu se pronunciar nas redes sociais. Segundo ele, o suposto golpe, na verdade, se trata de um erro de planejamento ocasionado pela empresa responsável pela logística dos produtos, e reiterou que só não se pronunciou antes porque não estava ciente do ocorrido, e que desde então, está fazendo o possível para resolver o problema.

Continua após a publicidade

“Como vocês viram, eu estava lá em São Paulo e estava bem por fora do que estava acontecendo. Daí voltei e fui ver o que estava acontecendo. Por erro de quem estava responsável pela logística dos produtos da empresa, as entregas atrasaram. Foram atrasadas pela transportadora, e a transportadora simplesmente já tinha pego outro serviço e se recusou a fazer a entrega dos produtos.

“Nisso virou uma bola de neve, cheguei aqui em Porto Alegre e tava um caos. E todo mundo achando que já era golpe, porque estava muito barato, enfim. Passei ontem e hoje correndo atrás de resolver esses problemas. Vamos resolver da seguinte forma: vamos fazer os estornos para quem preferir a partir da próxima segunda-feira”.

“[…] Quem não quiser estorno, a gente vai entregar o produto por um preço mais baixo do que a pessoa pagou antecipado na promoção. Como eu não sabia de nada, fiquei puto com a empresa, com todo mundo, porque é a minha cara que está divulgando o negócio. […] Pode ter certeza que cortei algumas cabeças da loja, porque minha função não era essa, eu estava por fora do que estava acontecendo, esclareceu o humorista.