Fechar
relembrou carreira!

Fábio Porchat diz que odiava e sentia raiva de trabalhar no ‘Zorra Total’

Apresentador rememorou seu início na Rede Globo e confessou que sentia raiva por ter que trabalhar no humorístico

Jean TellesRepórter do EM OFF

O apresentador e humorista Fábio Porchat, foi o entrevistado dessa quinta-feira (9), do podcast “Papagaio Falante”. No bate-papo com os atores e humoristas Renato Rabelo e Sérgio Malandro, Porchat falou sobre seus mais de 15 anos de carreira e rememorou seu início na Rede Globo, quando trabalhou como roteirista no extinto humorístico “Zorra Total”. 

Em um bate-papo descontraído, Fábio Porchat relembrou que foi o falecido diretor de TV Maurício Sherman, que o levou para o humorístico, para atuar como um dos roteirista do programa “Zorra Total”: “Ele me chamou para escrever! Ele gostou dos meus textos e falou ‘vem pro Zorra’”, lembrou o apresentador da emissora dos Marinho. 

Logo em seguida, o apresentador confessou que antes de receber o convite, não gostava nenhum pouco do humorístico, pelo estilo de humor adotado por Maurício Sherman. Mas destacou que a atração foi fundamental para a sua carreira na televisão: “’Era engraçado, porque quando o Sherman me chamou, eu odiava o Zorra Total! Não era meu humor, era um humor antigo! Eu estava na nova geração, chegando, e o Zorra era de bordão! Coisa velha! E eu pensava ‘que raiva escrever para isso!’”, confessou Fábio Porchat.

E prosseguiu: “’Mas eu pensei: é uma forma de entrar na Globo, de ter um salário, de estar junto com uma gente que é muito boa, e de conhecer gente do meio. Porque como eu vim de São Paulo e nunca quis ser ator, então eu não conhecia as pessoas. Então eu pensei: deixa eu ir para lá, para conhecer gente!’”, destacou o apresentador do “Que História é Essa Porchat?”. 

Continua após a publicidade

Fábio Porchat ressaltou ainda, que foi uma ótima tática iniciar sua carreira em um programa que não fazia muito seu gosto pessoal, mas que foi primordial para seu desenvolvimento profissional: “Trabalhei com muita gente incrível! Foi uma faculdade de humor eu conheci uma gente graúda”, destacou Porchat, ao citar grandes nomes do humor brasileiro, com o qual já trabalhou. 

Na mesma entrevista, o apresentador também lembrou uma de suas lives feitas durante a pandemia do Coronavírus, que virou assunto no mundo todo. Isso aconteceu após sua esposa Nataly Mega, aparecer sem roupa durante um bate-papo do apresentador com o político Guilherme Boulos. 

“Rodou o mundo! Passou na Arábia Saudita, no All Jazeera, em todo mundo passou essa cena, olha que loucura? Ela ficou envergonhadíssima com o pessoal falando. Porque teve durante a pandemia, a criança que entrava no meio da sala, o outro que achou que havia desligado o áudio e solta um pum, o outro que transou com a mulher e a minha mulher que passou pelada”, ironizou o humorista Fábio Porchat.