AO VIVO

Família diz que Jô Soares pediu discrição e revela que causa não será divulgada

Direto do Hospital Sírio Libanês, o repórter Tiago Scheuer participou do "Encontro" e leu uma nota divulgada recentemente

Bruno Pinto
Repórter do EM OFF

Em meio ao clima de comoção em decorrência da morte de Jô Soares, novas informações vão surgindo e com elas alguns pontos importantes sobre o caso do apresentador que faleceu aos 84 anos. Diretamente do hospital Sírio Libanês, onde o jornalista estava internado desde o dia 25 de julho, o repórter Tiago Scheuer leu ao vivo uma nota divulgada recentemente à imprensa.

Durante o programa “Encontro” desta sexta-feira (05), Scheuer revelou que a causa da morte do apresentador dificilmente será divulgada e que a decisão foi tomada pela família Jô, a pedido do próprio artista: “A causa ainda não foi divulgada e não deve ser, até porque saiu agora pouco uma nova nota do hospital Sírio Libanês dizendo que não haverá sequer uma coletiva de imprensa”.

Baseado na nota do hospital, o repórter disse que, ao menos por enquanto, nenhum profissional foi autorizado a comentar sobre a causa da morte do apresentador: “Também não vai ter entrevistas médicos que acabaram atendendo o Jô e acompanharam desde o mês passado. Ainda de acordo com essa nota, a família solicitou discrição do caso a pedido do próprio Jô com relação a tudo isso”.

Por fim, o repórter revelou que apenas familiares e pessoas muito próximos poderão se despedir de perto do apresentador: “A previsão é que no final da manhã hoje, o corpo de Jô Soares deixe o hospital Sírio Libanês para as cerimônias de despedida. Tanto o velório quanto o sepultamento do corpo de Jô devem ser restritos a amigos mais próximos e aos parentes desse artista multifacetado que a gente tanto assistiu”.