Fechar
Em Goiânia

Filha e ex-assessora de Joelma são processadas por supostas dívidas da cantora

Natália Sarraff e Rafaela Freitas teriam emprestado seus nomes para compra e locação de imóveis em Goiânia, segundo coluna

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

Natália Sarraff e Rafaela Freitas, respectivamente filha e ex-assessora de imprensa da cantora Joelma, estão sendo processadas por supostas dívidas da cantora. Elas aparecem em dois casos diferentes por terem supostamente emprestado seus nomes para a artista. As informações são da coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

Segundo a colunista, o proprietário de uma casa em Goiânia alega ter realizado uma transação de compra e venda do imóvel diretamente com Joelma pelo valor cerca de de R$ 3,7 milhões. O contrato, no entanto, teria sido feito no nome de Natália, filha da cantora.

Joelma teria combinado o pagamento de uma entrada de R$ 120 mil, que seria quitada em uma parcela de R$ 20 mil e outras dez de R$ 10 mil. O restante do valor, cerca de R$ 3,5 milhões, seria pago, segundo o proprietário, em abril de 2020.

A coluna aponta que Joelma se mudou para o imóvel enquanto ainda pagava as parcelas. A última parcela foi quitada em outubro de 2019, restando um débito de seis parcelas a serem pagas. O processo aponta ainda que a cantora teria feito dívidas de condomínio, IPTU, luz e água, além de ter deixado o imóvel em estado de abandono.

Ainda de acordo com a coluna do jornal, Joelma teria justificado a crise econômica gerada pela pandemia como a responsável por ela não ter quitado as dívidas. O valor desta ação em que Natália é ré ultrapassa de R$ 500 mil.

Ex-assessora também foi processada

No caso de Rafaella, o proprietário de outro imóvel no mesmo condomínio afirma que a ex-assessora teria firmado um contrato de locação no final de 2018, com mensalidades de R$ 6,5 mil. O pagamento, segundo a reportagem, teria atrasado logo nos primeiros meses.

O processo diz que, apenas três meses depois da assinatura do contrato, Rafaella teria deixado o imóvel disponível, já que Joelma havia comprado um imóvel no condomínio, descumprindo assim o combinado no documento sem notificação prévia.

O valor total desta causa é de cerca de R$ 30 mil referentes ao aluguel do mês de abril que não foi pago, multa pelos débitos quitados em atraso, além da multa contratual e honorários advocatícios.

Ao jornal, a ex-assessora disse que realmente emprestou o nome para a cantora alugar uma casa, mas que o processo já foi arquivado.

Tem alguma foto? print? vídeo? ou áudio de alguma fofoca? envie um e-mail para contato@portalemoff.com.br sua identidade será mantida no mais absoluto sigilo