Fechar
Participou do 'Vem Pra Cá'

Flávia Noronha se desespera ao ver rosto deformado por causa de doença

A ex-apresentadora do “TV Fama” contou que ainda está se tratando e tomando diversos medicamentos

Bruno PintoRepórter do EM OFF

Flávia Noronha participou do programa “Vem Pra Cá” desta quarta-feira (10), e surpreendeu os apresentadores Gabriel Cartolano e Patrícia Abravanel ao revelar que ainda está tratando de uma doença que a acometeu e poderia a deixar cega, ou pior ainda, morta. A ex-apresentadora do “TV Fama”, da RedeTV!, contou detalhes dos momentos repletos de preocupação e do desespero ao ver seu rosto desfigurado em decorrência da doença que foi diagnosticada.

A jornalista iniciou falando sobre a doença, que grande parte das pessoas desconhece: “Eu fiz questão de vir ao programa para alertar as pessoas, principalmente as mulheres, que acham que celulite só dá no bumbum e nas pernas. Não gente, eu tive uma grave sinusite que me causou uma celulite pré orbital e aí eu descobri, no meio do caminho, que eu corri risco sério de ficar cega, de pegar uma meningite”.

Flávia falou sobre as mudanças em seu rosto por causa da doença e como está sendo sua rotina tomando diversos medicamentos: “Eu fiquei com os dois olhos muito inchados, ainda tô inchada e em tratamento. Estou em home care, tomando remédio em casa três vezes ao dia, 14 dias de antibiótico para infecção generalizada, para se ter uma noção do tamanho de perrengue que eu passei. É um perigo!”.

Noronha revelou como a doença começou e lembrou do susto que levou ao ser olhar no espelho: “Eu comecei com uma amidalite, que reduziu minha resistência. Depois disso, eu tive uma sinusite e comecei a tratar com antibiótico. Mesmo tratando com antibiótico, eu não melhorava e, de repente, eu acordei com os meus dois olhos parecendo bolinhas de ping pong. Eu estava com o meu rosto deformado”.

Continua após a publicidade

A ex-apresentadora do “TV Fama” disse que foi correndo buscar atendimento médico e comentou sobre a dificuldade para conseguir o diagnóstico correto: “Eu fui para o hospital e eles falaram que eu estava com uma celulite pré orbital, vamos internar. Eu fiquei assustada ao ver meus olhos inchados… O engraçado é que, mesmo no hospital, um dos melhores da América Latina, falavam que eu tinha levado uma picada no olho, ou seja, até alguns profissionais não tem conhecimento”.

Preocupada, a jornalista contou que pesquisou tudo sobre a doença e levou um baque ao saber que uma criança já morreu por não ter sido tratada corretamente: “Eu sentia muita dor. É como se eu tivesse levado um soco no nariz e nos meus olhos… Eu tinha pesquisado sobre a celulite pré orbital e eu cheguei a ver até um caso da morte de uma criança que não foi atendida e em uma semana ela morreu. Ela foi diagnosticada com uma gripe, foi tomando remédios [errados] e isso foi muito rápido”.

Flávia disse que, mesmo sendo medicada, não estava apresentando melhoras: “Eu tomei remédios muito fortes em casa, depois disso eu fui internada e precisei ficar sete dias tomando mais dois remédios fortes. Fui pra casa e ia continuar por mais dez dias e, ainda assim, me via inchada. Foi quando eu liguei para o meu médico e ele pediu para que eu retornasse ao hospital para fazer uma tomografia, que foi constatada a piora no estado”.

Diante do estado agravado pela bactéria, a jornalista precisou ser internada novamente para que pudesse ter o auxílio médico necessário: “Fui internada, de novo, por mais sete dias. Era para eu estar internada até sexta-feira, quando completaria 14 dias de antibiótico, mas foi decidido que eu ficaria em casa e um enfermeiro vai na lá três vezes ao dia para aplicar”.

A apresentadora revelou que a doença acarretou em outro problema, sendo necessário “desfazer” os procedimentos estéticos feitos na região de seu rosto: “Eu vou ter que tirar todos preenchimentos que eu fiz no rosto. Eu tô agora com uma etip, que é uma inflamação pós preenchimento. Essa inflamação no meu rosto, na área dos olhos e do nariz, ela foi causada pelo resquício da minha sinusite, o que pode ter causado rejeição ao preenchimento”.

Flávia Noronha concluiu sua participação no programa “Vem Pra Cá” ressaltando a importância de manter forte a saúde mental para evitar outros problemas: “A saúde física e mental são muito importantes. Esse ano foi muito atípico pra mim, aconteceram muitas coisas, como mudanças de trabalho, eu me separei e voltei, tudo junto. Eu corri o risco de ficar cega, de morrer… A lição que eu tiro de tudo isso é que a gente não pode deixar a nossa intuição passar”.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff