Fechar
Prime Video

Globo perde mais uma artista e Ingrid Guimarães deixa a emissora

Ingrid Guimarães não renovou contrato com a Globo e vai para o serviço de streaming Amazon Prime Video

Aline TorresRepórter do EM OFF

A TV Globo não para de perder artistas do seu alto escalão. Dessa vez, Ingrid Guimarães foi quem decidiu deixar a emissora após 28 anos de serviços prestados. A atriz resolveu não renovar contrato com a emissora da família Marinho e decidiu assinar um acordo de exclusividade com o serviço de streaming da gigante Amazon.

A meta é o desenvolvimento de um novo projeto para ser lançado no Amazon Prime Video. As informações foram dadas pela colunista Patrícia Kogut do jornal O Globo. O último trabalho da atriz na casa foi como apresentadora no programa “Modo Mãe”, transmitida no canal fechado Grupo Globo, GNT.

A primeira aparição na emissora foi na novela “Mulheres de Areia” (1993), mas, desde 1987, a atriz trabalhava no teatro. Em seguida, participou do humorístico “Chico Total” (1981). Seguiu fazendo novelas, como “Por Amor” (1997) e Kubanacan (2003), mas foi na comédia que Ingrid ganhou grande notoriedade.

Fez parte da “Escolinha do Professor Raimundo” e “Zorra Total”. Ao lado de Heloísa Perissé, comandou a série “Sob Nova Direção”, sucesso na telinha da Globo. No cinema, foi vista por mais de 20 milhões de pessoas, principalmente com a trilogia “De Pernas Para o Ar”. Ela voltaria às novelas apenas em 2013, em “Sangue Bom”.

Continua após a publicidade

Lázaro Ramos

Outro nome citado pela jornalista Patrícia Kogut foi o de Lázaro Ramos. O ator não renovou contrato com a Globo depois de quase 20 anos na emissora. Ele estava da Globo desde 2002 trabalhando em novelas e séries, inclusive, com a esposa Taís Araújo como, por exemplo, na série humorística “Mister Brau”.

Ainda segundo a colunista do jornal O Globo, Lázaro também assinou contrato com a Amazon e deve atuar como diretor em uma produção do Prime Video, mas ainda não se sabe que projeto seria esse e nem se ele voltará a atuar. Além de ator e diretor, ele também é narrador, dublador, apresentador, cineasta e escritor.

Seu primeiro trabalho na Globo foi em 2002 na microssérie “Pastores da Noite”. No ano seguinte, fez parte do quinteto na série “Sexo Frágil” (2003). Como os recorrentes trabalhos na capital carioca foram crescendo, Lázaro decidiu se mudar de Salvador, sua cidade natal, para o Rio de Janeiro em 2006.

Ao lado da esposa, fez sucesso interpretando Foguinho na novela “Cobras e Lagartos” (2006), por isso foi indicado ao Emmy de melhor ator no ano seguinte. Fez sucesso no cinema com os filmes “Ó, Paí, Ó” (2007) e Carandiru (2003). Seu último papel na televisão foi na série “Aruanas”, participando de duas temporadas.