Vídeo

Guilherme de Pádua pede perdão à Gloria Perez e é detonado

Ele, que hoje é pastor, foi o responsável pela morte de Daniella Perez e fez um vídeo para perdir perdão

Nayara Vieira
Repórter do EM OFF

Guilherme de Pádua fez um vídeo como uma carta aberta à Gloria Perez e Raul Gazolla, pedindo perdão. Ele, que hoje é pastor, foi o responsável pela morte de Daniella Perez junto com Paula Thomaz, em um crime brutal que aconteceu em 1992. O assassino confesso da atriz, que tinha apenas 22 anos, foi detonado após a publicação.

“Pensei em procurar advogados do Raul Gazolla, da Gloria Perez. Pensei em pedir pra alguém que intermediasse esse encontro. Não imaginava uma coisa pela internet, um vídeo […] Talvez eu nunca vá ter uma oportunidade real de pedir perdão”, começou Guilherme. “Por isso, Gloria Perez, eu te peço perdão por todo sofrimento que eu te causei. Eu jamais esqueci daquele encontro na carceragem. Nunca esqueci”, afirmou. 

Raul Gazolla, eu te peço perdão. Eu nunca esqueci do dia que eu fui chamado na delegacia, você estava lá e se arrastou até mim. Me abraçou chorando. E ali eu vi que eu era a pior pessoa do mundo. Nunca na minha vida eu senti algo igual eu senti naquele momento. Nunca. Eu peço perdão aos familiares, aos amigos, a todos que se envolveram com essa história, que se entristeceram, que se revoltaram. Eu sei que esse pedido de perdão talvez não vá significar nada, mas eu quero deixar registrado”, completou Guilherme de Pádua.

Os internautas, perplexos com o vídeo, detonaram Pádua por sua fala. “Senso nunca existiu”, escreveu Dudu Barros sobre Guilherme de Pádua. “Podre. Simancol nunca teve”, disse John Drops. “Não posso nem escrever o que eu penso pq eu perderia minha conte. Psicopata…”, comentou Ariadna Arantes. “Parem de dar palco pra quem não merece”, avaliou Mari. O caso voltou à tona com o forte documentário da HBO Max “Pacto Brutal – O Assassinato de Daniella Perez”.