Fechar
NÃO PEGOU BEM

Influenciadora usa morte de Marília Mendonça para fazer publicidade

Mari Menezes, conhecida como Mari do Prexecão, está sendo detonada na web após lamentar morte de Marília Mendonça

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

Mari Menezes, conhecida como Mari do Prexecão, está sendo bastante criticada nas redes sociais devido uma publicidade nos Stories do Instagram. O motivo dos ataques seria um vídeo de publipost pago, após a morte de Marília Mendonça, aproveitando o suposto buzz da morte da cantora para atrair engajamento.

A influenciadora digital Mari Menezes lamentou a morte de Marília Mendonça e na sequência fez uma propaganda: “Gente, meu Deus! Que Deus tenha piedade e fique tudo bem! Única coisa que eu faço pra me distrair. Quando eu fico mais ou menos triste, o que eu faço pra ficar feliz é ganhar dinheiro. ‘Ai Mariana, mas você ganha dinheiro assim?’. Gente, jogando, eu sempre mostro meu joguinho pra vocês. Aqui eu ganho meu dinheiro!”.

Menezes ficou conhecida após tentar realizar o sonho de conhecer Virginia Fonseca, em um evento em São Paulo. Prexecão foi até a porta da festa de uma marca para encontrar a ídola e conseguiu participar da comemoração. O cartaz escrito: “Vi, sou a Mari do Prexecão!”, chamou a atenção de todos que passavam no local. Diversos famosos tiraram fotos e fizeram vídeos com a influenciadora digital, que roubou os holofotes naquele dia.

Marília Mendonça morreu nesta sexta-feira (5), aos 26 anos, em um acidente de avião. A queda da aeronave aconteceu em uma cachoeira, na serra de Caratinga, localizada no interior de Minas Gerais. Mais quatro pessoas faleceram, que estavam viajando com a loira, a caminho do seu próximo show.

Continua após a publicidade

Com a repercussão negativa, Mari Menezes se explicou no Twitter: ”Vim me explicar sobre a publicidade que eu havia postado. E pra quem não viu, explicarei também! Publicidades são gravadas e antes de serem postadas, elas são enviadas para o contratante para aprovarem. Toda publicidade tem hora para ser postada. No momento que postei, eu estava acompanhando o caso pela TV e não tinha sido noticiado a morte da Marília (que inclusive, sempre admirei ). Postei porque minha assessora estava me cobrando, no meio do nervosismo continuei assistindo, antes mesmo de ser noticiado a morte”.

“Expliquei nos Stories o por que havia postado e pedi perdão por ter postado. Porque era gravado e eu tinha q postar no horário certo. Logo em seguida, conversei com a minha assessora, ela soube do caso. Pedi para ela conversar com o contratante e ver se podia ser apagado, ele autorizou e assim foi feito, em respeito! Jamais usaria a morte de uma pessoa que admiro e de nenhuma outra pra destacar publicidade. Peço perdão, espero que entendam”, continuou Mari do Prexecão em seu perfil.

Aos prantos, Mari apareceu nos Stories do Instagram, implorando para que parem com os ataques: “Pelo amor de Deus! Quem me acompanha sabe que eu nunca faria isso. Tem gente real, me xingando de tudo quanto é nome, mandando eu morrer. Só que eu não estou acostumada com isso, só que a internet é assim. Eu estou nesse meio fazem dois meses”.

“Eu não vou falar mais nada porque esse é um momento em respeito a Marília Mendonça. Eu jamais faria isso, espero que vocês entendam. Só que juro, eu tô recebendo muita ameaça de morte. Por eu ser tão nova na internet, isso me frustra, porque é a primeira vez que isso está acontecendo comigo. Ainda mais com uma coisa tão séria gente, pelo amor de Deus!”, finalizou Mari Menezes se debulhando em lágrimas. A criadora de conteúdo também escreveu um texto: “Tenho certeza que terão pessoas falando: ‘Para de se vitimizar’. Mas sério, parem! Expliquei e essa é a verdade”.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff